Albert Morales rouba a cena em São Paulo ao provocar Thomas Almeida com gritos de “Uh, vai morrer!”


thomas-almeida-x-albert-morales

Albert Morales provoca Thominhas Almeida na encarada – Foto: Getty Images

Tudo pronto para o UFC Fight Night 100. Com todos os atletas devidamente pesados, já que encararam a balança na manhã da última sexta-feira (18), a pesagem oficial que aconteceu de noite transcorreu sem problemas, mas quem roubou a cena no Ginásio do Ibirapuera em São Paulo, foi Albert Morales. Na hora da encarada com Thomas Almeida, o americano surpreendeu e soltou em português o tradicional grito de “Uh vai morrer” cantado pela torcida brasileira nos eventos do Ultimate no Brasil.

O co-main event ganhou destaque na hora da encarada. Com a bandeira de Belize às costas, Albert Morales chamou atenção para si na hora que ficou frente a frente com Thomas Almeida e diversas vezes soltou em alto e bom som ‘Uh, vai morrer’, mais logo foi vaiado pela torcida presente. Thominhas não deu muita importância para o americano e não entrou na pilha do adversário.

Na luta principal, Rogério Minotouro e Ryan Bader fizeram uma encarada bastante respeitosa e depois que ficaram frente a frente apertaram as mãos.

UFC Fight Night Weigh-in

Rogério Minotouro e Ryan Bader fizeram encarada tranquila – Foto: Getty Images

O brasileiro demonstrou confiança e acredita que vai levar a melhor sobre Ryan Bader, Rogério Minotouro prometeu um grande show aos torcedores.

“É a segunda luta que faço no mesmo ano. Estou em uma boa fase da minha carreira, venho de um grande nocaute. Ele está lutando na nossa casa e, amanhã, verá a derrota. Será um lutão, galera! Vou dar o meu melhor”, disse.

Já Ryan Bader preferiu uma abordagem mais “diplomática” e demonstrou respeito a Rogério Minotouro.

“Ele é uma lenda e eu o respeito muito. Apesar de vocês não estarem torcendo para mim, espero que aproveitem. Respeito muito a torcida brasileira, vocês são muito apaixonados. Obrigado”, disse o norte-americano.

O duelo entre Rogério Minotouro e Ryan Bader é uma revanche já que os dois se enfrentaram em 2010 e o americano levou a melhor por decisão unânime.

claudia-gadelha-x-cortney-casey

Cláudia Gadelha e Cortney Casey foram firmes na encarada – Foto: Getty Images

No duelo feminino, Cláudia Gadelha e Cortney Casey colaram o rosto na encarada as duas demoraram para se distanciarem uma da outra.

Warlley Alves e Kamaru Usman fizeram uma encarada tensa e não se cumprimentaram ao contrário do Midia Day do dia anterior onde os dois lutadores tiveram um clima descontraído e tiraram uma “selfie” juntos.

Serginho Moraes foi um dos lutadores mais aclamados pelo público e o paulista demonstrou seu tradicional carisma e dançou, sorridente, mas só até o momento da encarada, onde Serginho fechou o rosto para a encarada com Zak Ottow.

Marcos Pezão fez a encarada mais emocionante, já que o lutador chegou a morar no Ginásio do Ibirapuera nos tempos de kickboxing. O brasileiro entrou visivelmente emocionado e na hora da encarada demonstrou bastante respeito a Gadzhimurad Antigulov. Outro atleta que volta ao palco do UFC Fight Night 100 é Johnny Eduardo, que fez sua estreia como lutador de MMA no Ibirapuera. O atleta da Nova União que não luta desde há quase um ano tratou de provocar Manny Gamburyan, que estava com uma bandeira da Armênia às costas e não deu muita atenção ao carioca.

Confira o card do UFC Fight Night 100

CARD PRINCIPAL

Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Ryan Bader

Peso-galo: Thomas Almeida x Albert Morales

Peso-palha: Cláudia Gadelha x Cortney Casey

Peso-médio: Thales Leites x Krzysztof Jotko

Peso-meio-médio: Warlley Alves x Kamaru Usman

Peso-meio-médio: Serginho Moraes x Zak Ottow

CARD PRELIMINAR

Peso-médio: Cézar Mutante x Jack Hermansson

Peso-meio-pesado: Marcos Pezão x Gadzhimurad Antigulov

Peso-galo: Johnny Eduardo x Manny Gamburyan

Peso-pesado: Luis Henrique KLB x Christian Colombo

Peso-galo: Pedro Munhoz x Justin Scoggins

Peso-meio-pesado: Francimar Bodão x Darren Stewart