Amanda Nunes fala sobre superluta com Cris Cyborg: “Nada oficial”


Amanda Nunes

Amanda Nunes aguarda Cris Cyborg fechar o acordo da superluta – Foto: Thiago Duval

Amanda Nunes nunca escondeu a vontade de enfrentar Cris Cyborg e mesmo antes da paranaense entrar em ação no UFC 219, a campeã peso-galo (até 61kg) já havia desafiado Cyborg que no início não demonstrou muito interesse, mas depois aceitou e sugeriu que as duas se enfrentassem em julho. Mas até o momento, segundo Amanda, as negociações para a superluta “esfriaram”.

Em entrevista ao site americano MMA Junkie, Amanda Nunes disse que o processo de negociação para a superluta está lento e segundo a campeã peso-galo, o duelo ainda não é oficial.

“Queria essa luta. Cyborg nem pensou sobre isso quando decidi fazer. Mandei mensagem para Dana White e disse que queria essa luta. Estou pronta para isso. Queria algo grande para a minha carreira, e decidi que o meu próximo passo seria a Cyborg. Mas as negociações estão muito lentas. Não sei o que está errado, mas nem vi o meu contrato ainda. Nada é oficial”, disse Amanda Nunes.

Se o duelo for confirmado, Amanda Nunes afirmou que não pretende fazer duelo em peso casado e garantiu que irá subir para a divisão dos penas (até 66kg) para encarar Cris Cyborg e a mudança não será novidade para a baiana já que ela atuava na categoria de cima quando estava no Strikeforce. Amanda garantiu que o fato de Cyborg ser considerada não a assusta.

“Não quero um peso-casado de maneira nenhuma. Vou para 66 kg. Já lutei assim antes e as coisas funcionaram bem para mim. Estou um pouco cansada de cortar peso também. Porque preciso entrar numa dieta e emagrecer. Quero dar uma pausa nisso e subir. Acho que a melhor opção para mim é essa. Sei que ela é poderosa, sei que ela é uma excelente lutadora. Mas quando se trata de lutar, também sou. Não estou assustada de entrar na frente dela. Por que eu estaria? A respeito como lutadora, mas sei que tenho uma grande chance de conseguir o cinturão”, disse Amanda Nunes.

Mesmo lutando pelo cinturão dos penas, Amanda Nunes não quer abrir mão de seu título dos galos e disse que vai negociar com Dana White e defenderá os títulos das duas categorias se for preciso. A brasileira disse que quer fazer história no UFC.

“Fiz muito pela divisão de 61 kg e partiria o meu coração perder o cinturão e não poder mais defender. Mas vamos ver se terei que o deixar vago. Vou sentar com Dana White e ver o que ele pode fazer. Adoraria defender os dois cinturões. Mas sei que é difícil, talvez tenha que escolher um. Será grande para as mulheres no MMA. Por isso estou tão animada. Nunca aconteceu de uma garota disputar dois cinturões. Serei a primeira. Se acontecer, serei a única. Quero isso”, disse.