Após ser suspenso, UFC retira o cinturão de Jon Jones pela segunda vez


Interim UFC Light Heavyweight Champion Jon Jones Press Conference

Jon Jones tem cinturão do UFC cassado pela segunda vez – Foto: Ethan Miller/Getty Images

Jon Jones foi suspenso pela USADA (Agência Antidoping dos EUA) ao ser flagrado no exame antidoping surpresa pouco antes da luta que faria no UFC 200, em julho. Além da punição o americano também perdeu o cinturão de campeão interino dos pesos meio-pesados (até 93kg) do UFC.  O anúncio foi feito na última quarta-feira (09) pelo presidente do Dana White.

Em entrevista à ESPN, Dana White declarou que “não faz o menor sentido” mantê-lo com o título porque ‘Bones’ “era o campeão interino e deveria ter lutado pelo título na época”.

“Não faz sentido algum ele continuar sendo o campeão interino. Ele tinha esse cinturão porque devia ter lutado pelo cinturão em abril. “Você deveria ter lutado pelo cinturão, aqui está”, e lhe demos o cinturão interino. No entanto, com tudo que aconteceu com ele nos últimos tempos, Jones não poderia continuar com o cinturão”, disse.

Essa é a segunda vez que Jon Jones tem seu cinturão cassado devido ao mal comportamento fora do octógono. Em abril de 2015, o ex-campeão se envolveu em um acidente automobilístico quando seu carro colidiu com o de uma mulher grávida, o lutador fugiu sem prestar socorro a vítima, que sofreu fratura no braço.

Após perder o cinturão linear, Jon Jones viu Daniel Cormier se tornar o novo campeão ao vencer Anthony Johnson. Bones retornou ao octógono em abriu e derrotou Ovince St. Preux na decisão unânime dos juízes e conquistou o cinturão interino.

Jon Jones está suspenso por um ano e como a punição é retroativa, referente à data em que seu exame teve o resultado divulgado, o americano estará livre para retornar ao octógono em julho de 2017.