Brasil conquista mais cinco medalhas no Grand Slam de Abu Dhabi de Judô


judo-em-abu-dhabi

Victor Penalber ficou com a prata junto com Maria Portela – Divulgação

O judô brasileiro manteve a boa campanha no Grand Slam de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Após conquistar quatro medalhas no primeiro dia da competição, os judocas do Brasil entraram em ação no último sábado (29) e faturam mais cinco medalhas, sendo duas de prata com Victor Penalber (81kg) e Maria Portela (70kg), os bronzes vieram com Bárbara Timo e na dobradinha de Ketleyn Quadros e Mariana Silva na categoria meio-médio (63kg)

Victor Penalber ficou com a prata e em sua caminhada até a final, o brasileiro superou Jakub Kubieniec da Polônia por ippon na estreia. Na luta seguinte, Victor passou pelo cazaque Didar Khamza por wazari e na semifinal derrotou Srdjan Mrvaljevic (MNE) com um yuko. Na final, o carioca teve uma revanche contra o anfitrião Sergiui Toma que foi seu algoz nos Jogos Olímpicos Rio-2016. O lutador da casa aproveitou o embalo da torcida e num contragolpe superou Penalber mais uma vez para ficar com a medalha de ouro. Outro brasuca na categoria foi Rafael Macedo que caiu na estreia diante do campeão.

A outra prata brasileira veio com Maria Portela, que começou a caminhada derrotando a alemã Giovanna Scoccimarro com um yuko no golden score e a sueca Anna Bernholm na diferença de punições (1×0). Na final a gaúcha teve pela frente a francesa Marie Eve Gahie, mas a “raçudinha” não conseguiu impor seu jogo e foi superada por uma punição. Na mesma categoria, Bárbara Timo também chegou ao pódio ao derrotar, com um wazari e um yuko, a sueca Anna Bernholm. A brasileira começou sua campanha com uma derrota para britânica Katiejemima Yeatsbrown, mas depois venceu a turca Sukran Bakacak por ippon na repescagem, se garantindo na disputa do bronze.

No meio-médio feminino vieram mais dois bronzes com Ketleyn Quadros e Mariana Silva. E ambas as vitórias vieram com um yuko. A primeira a garantir um lugar no pódio foi Mariana, que passou pela a croata Marijana Miskovic Hasanbegovic na primeira luta do bloco final. Na sequencia, Ketleyn Quadros derrotou a francesa Margaux Pinot.

No leve masculino, Alex Pombo e Marcelo Contini foram derrotados na repescagem e acabaram fora das disputas por medalhas.

O Brasil volta a entrar em ação no próximo domingo (30), último dia de competição com Samanta Soares (78kg), Maria Suelen Altheman (+78kg), Eduardo Bettoni (90kg), Luciano Corrêa (100kg), Rafael Buzacarini (100kg), David Moura (+100kg) e João Marcos Cesarino (+100kg).