Brasil vence a Mongólia em Super Desafio de Judô


Desafio Brasil x Mongólia

Equipe do Brasil comemora vitória contra Mongólia por 5×0 – Foto: Gaspar Nobrega/inovafoto

A seleção brasileira de Judô manteve a sequência vitoriosa em Desafio Internacional e manteve ao vencer a Mongólia por cinco a zero no primeiro confronto de 2016, que aconteceu no último domingo (27) no Ginásio do Esporte Clube de Pinheiros, em São Paulo.

O time brasileiro formado por Maria Portela (70kg), Rochele Nunes (+78kg), Victor Penalber (81kg), Alex Pombo (73kg) e a campeã olímpica Sarah Menezes (48kg) não deu chances para os judocas da Mongólia e venceu todas as lutas.

“Esse desafio para gente é importantíssimo. Faz a gente ter mais confiança ainda. Tenho certeza que essa torcida vai ajudar todos os atletas brasileiros. A gente gosta da torcida, nos dá segurança. Vamos continuar torcendo”, festejou Sarah.

A primeira vitória brasileira veio com Maria Portela que superou Davaasuren Munkhbat. A brasileira começou com tudo indo para cima e quando jogou a adversária no solo conseguiu wazari. Depois a mongol foi punida, mesmo com ampla vantagem Portela não parou e faltando 22 segundos para o fim do combate, conseguiu uma chave de braço (juji-gatame) para fechar o confronto com um ippon.

No segundo confronto, Victor Penalber encarou Gaajadamba Bayanmunkh. O duelo começou estudado, mas o mongol foi punido com uma advertência por falta de combatividade. No minuto final o brasileiro também foi punido, mas conseguiu um yuko logo depois que garantiu a vitória e o segundo ponto para o Brasil.

Com a chance de garantir a vitória do Brasil, a campeã olímpica Sarah Menezes (48kg) fez uma luta estratégica contra Narantsetseg Ganbaatar, forçando três punições para a mongol e venceu a luta taticamente.

A vitória brasileira estava garantida, mas os judocas do Brasil não pararam e Alex Pombo conseguiu um wazari e bateu Khadbaatar Narankhuu. Para finalizar com o placar perfeito, Rochelle Nunes projetou Gandiimaa Erdenebileg por waza-ari e depois a imobilizou até o ippon.