Claudia Gadelha luta de forma estratégica e vence Cortney Casey no UFC Fight Night 100 em São Paulo


UFC Fight Night: Bader v Nogueira 2

Claudia Gadelha lutou de forma segura para levar a melhor por decisão unânime – Foto: Getty Images

Claudia Gadelha entrou em ação no último sábado (19) em sua primeira luta após a derrota para Joanna Jedrzejczyk na disputa pelo cinturão peso palha (até 52kg) e após a saída da Nova União para enfrentar Cortney Casey no UFC Fight Night 100 em São Paulo. A brasileira teve uma atuação discreta, mas segura para dominar os três rounds e levar a vitória por decisão unânime (triplo 30 a 27).

A potiguar atuou de forma segura e pressionando, no primeiro round Claudinha Gadelha conseguiu conectar um bom cruzado e a americana devolveu na mesma moeda. As duas ficaram no clinche e se afastaram outra vez, no centro do octógono. Cortney Casey tentou grudar na anfitriã que, quando se desvencilhou, soltou o braço em seu rosto. Com uma bela queda, a dois minutos do fim, a potiguar trabalhou por cima, tentou a chave de calcanhar e, embora tenha recebido duas pedaladas perigosas, seguiu pressionando. Cortney, enfim, se levantou, quedou a brasileira, mas, ligeira, a potiguar inverteu a posição, terminando a etapa inicial por cima.

O segundo round começou de maneira parecida, com as duas se estudando e Gadelha acertando bons golpes. As duas ensaiaram uma trocação franca, mas a luta foi novamente para o clinche. Mais confortável na luta, Gadelha aplicou outra bela queda, mas a luta ficou poucos segundos no chão. Ciente da desvantagem, Cortney passou a “caçar” a brasileira no octógono, mas foi novamente quedada, faltando cerca de 30 segundos para o fim.

No terceiro round veio o único momento controverso do combate, quando a brasileira acertou um chute ilegal na cabeça de Cortney Casey, que estava no chão. A americana passou um tempo se recuperando e Casey acabou voltando ao duelo após o golpe polêmico, e perdeu a luta de forma incontestável, mas foi valorizada pela brasileira, que reiterou sua vontade de voltar a disputar o título da divisão no futuro.

Após o duelo Claudinha Gadelha fez questão de pedir desculpas a adversária pelo golpe ilegal e também falou sobre ir treinar nos Estados Unidos.

“Fui treinar lá fora porque precisava melhorar, mas amo meu pais, estou feliz de lutar por vocês. Quero dedicar a vitória à filha de um amigo meu, que nasceu e teve que fazer uma cirurgia no coração. Eu queria pedir desculpas para a Casey (pelo chute na cabeça), achei que ela fosse se levantar de vez, achei que fosse bater no corpo, a estratégia era essa (bater no corpo), pois ela perde muito peso, mas acabou pegando na cabeça. Peço desculpas a ela e aos fãs, que sabem que esse golpe é ilegal”, disse Gadelha que também falou que não ficou feliz com a luta.

“Não estou feliz com essa luta. Não queria pegar essa luta, queria pegar uma lutadora mais rankeada. Quero agradecer a Cortney por vir aqui, ela é muito dura e deveria estar melhor rankeada. Meu lugar é no topo dessa categoria e vou buscar o cinturão de qualquer jeito”, concluiu a brasileira.

Com a vitória, Claudia Gadelha se recuperou da derrota para Joanna Jedrzejczyk na disputa pelo cinturão peso palha. Já Cortney Casey teve frustrada a sua chance de conquistar sua terceira vitória consecutiva.