Confederação Brasileira de Judô convoca Seleção para o Grand Slam de Paris com duas campeãs olímpicas


Rafaela Silva e Sarah Menezes

Sarah Menezes conquistou em Londres o primeiro olímpico do Judô feminino e Rafaela Silva veio em seguida e ganhou no Rio de Janeiro – Montagem

A Confederação Brasileira de Judô anunciou na última terça-feira (17) a lista dos atletas convocados para a primeira competição internacional de 2017. Para o Grand Slam de Paris, uma das principais etapas do Circuito Mundial, foram convocados 15 atletas que vão entrar em ação nos dias 11 e 12 de fevereiro na capital francesa.

Essa será a primeira vez que a delegação contará com duas campeãs olímpicas. Ouro em Londres 2012, Sarah Menezes terá um teste de fogo em sua nova categoria, a meio-leve (52kg), enquanto Rafaela Silva, campeã do peso Leve (57kg) no Rio, estreará seu backnumber dourado defendendo o Brasil em competições da FIJ.

A campeã olímpica nos Jogos Rio-2016, Rafaela Silva será cabeça de chave número um e vai em busca da primeira medalha de ouro no Grand Slam de Paris, depois de ter conquistado dois bronzes.

“Lutar em Paris é como fazer uma luta dentro de um estádio de futebol lotado. São sempre muitos atletas e muitos torcedores, o que me motiva bastante. Além disso, os franceses são ótimos anfitriões e sempre sou muito bem recebida pelas meninas da seleção da França”, disse.

Para Sarah, que já tem dois bronzes e uma prata “parisienses”, o desafio será ainda maior em seu primeiro Grand Slam no novo peso. No Ligeiro (48kg), a brasileira é a quinta do mundo, mas não leva os pontos para a nova categoria. Precisa recomeçar do zero para voltar ao topo do ranking e Paris será sua primeira grande chance de somar valiosos pontos.

“Eu estou, praticamente, reiniciando no judô. Então, tudo está sendo importante. São novas adversárias, mais altas e com força diferente. Vou começar do zero, sem nenhuma pontuação no ranking. É um ano de adaptação”, explica a campeã de Londres, que pode enfrentar em Paris as melhores judocas do meio-leve, como a campeã olímpica Majlinda Kelmendi, do Kosovo, e a titular do Brasil no Rio, Érika Miranda, três vezes medalhista em Campeonato Mundial.

Érika e Sarah terão um compromisso antes de Paris. Será o Aberto Europeu de Sófia, na Bulgária, no dia 4 de fevereiro. Além delas, a equipe brasileira terá outro medalhista olímpico. Trata-se de Rafael Silva, bronze em Londres 2012 e na Rio 2016, que fará sua estreia no Circuito Mundial no novo ciclo olímpico para Tóquio 2020.

Jovens judocas do Projeto Ohayou, que desde 2014 vêm sendo trabalhados para renovar a seleção olímpica, também terão sua oportunidade em uma grande competição. Larissa Farias (48kg), Yanka Pascoalino (63kg), Daniel Cargnin (66kg) e Eduardo Yudy Santos (81kg) vão integrar o time que lutará em Paris. A equipe embarca no dia 7 de fevereiro para a França.

Confira a lista completa dos convocados para o Grand Slam de Paris

Feminino

Larissa Farias – 48kg – FJERJ/Instituto Reação
Érika Miranda – 52kg – FMJ/Minas Tênis Clube
Sarah Menezes – 52kg – FPIJ/AJ Expedito Falcão
Rafaela Silva – 57kg – FJERJ/Instituto Reação
Yanka Pascoalino – 63kg – FPJUDO/E.C. Pinheiros
Maria Portela – 70kg – FGJ/Sogipa
Maria Suelen Altheman – +78kg/FPJUDO/AJ – Rogério Sampaio

Masculino

Eric Takabatake – 60kg – FPJUDO/E.C. Pinheiros
Daniel Cargnin – 66kg – FGJ/Sogipa
Eduardo Yudy Santos – 81kg – FPJUDO/E.C.Pinheiros
Victor Penalber – 81kg – FJERJ/Instituto Reação
Luciano Correa – 100kg – FMJ/Minas Tênis Clube
Rafael Buzacarini – 100kg – FPJUDO/AJ Vila Sônia
David Moura – +100kg – FJERJ/Instituto Reação
Rafael Silva – +100kg – FPJUDO/E.C.Pinheiros