Conor McGregor nocauteia Eddie Alvarez e faz história ao conquistar o segundo cinturão do UFC


mcgregor-campeao

Conor McGregor exibe os dois cinturões que passou a deter após vencer Eddie Alvarez no UFC 205 – Foto: Jason Silva

O falastrão Conor McGregor colocou seu nome na história do Ultimate ao bater Eddie Alvarez por nocaute aos 3m04s do segundo round na luta principal do UFC 205, que aconteceu no último sábado (12) no retorno da organização à Nova York (12). Com a vitória, o irlandês se tornou o primeiro lutador na história do UFC a conquistar o cinturão de duas categorias simultaneamente, dos penas (até 66kg) e leves (até 70kg), restando saber se abrirá mão de um dos cinturões.

Dono absoluto da situação durante todo o combate, Conor McGregor não tomou conhecimento de Eddie Alvarez. Frio e cirúrgico na hora de atacar, o irlandês aplicou dois knockdowns no norte-americano ainda no primeiro round, e não se precipitou na hora de finalizar o combate.

No segundo round, Eddie Alvarez voltou conectando chute na linha de cinturão. O americano fintou uma queda para jogar a direita, desistiu e recebeu um direto de esquerda que o balançou. Na base do desespero, Alvarez tentou uma entrada em single leg que foi defendida com facilidade pelo irlandês. Com isso, Conor McGregor passou a brincar jogando jabs e colocou suas mãos para trás, que ia quebrando a confiança do agora ex-campeão, que desesperado foi com tudo para cima jogando jogou cruzados no vazio e recebeu outra bomba de esquerda. O americano pressionou na grade e passou a buscar a queda com mais afinco, mas o irlandês mostrou evolução no quesito e se livrou. E só houve tempo para mais uma combinação de esquerda e direita do falastrão para liquidar Eddie Alvarez, fazer história e levar o Madison Square Garden ao delírio.

UFC 205: Alvarez v McGregor

Conor McGregor dominou Eddie Alvarez durante todo o combate – Foto: Getty Images

Após a vitória, Conor McGregor tirou onda e após receber o cinturão exigiu que buscassem o segundo para ele.

“Onde está o meu segundo cinturão? Eu rendo 4,2 bilhões de dólares a vocês e vocês não me dão a p… do meu cinturão? Acabei de ganhar e vocês já querem tirá-lo de mim. Eles não estão no meu nível. É melhor vocês melhorarem de tamanho, peso ou o que for, porque senão eu vou acabar com vocês todos. Eddie é um guerreiro, mas não deveria estar aqui comigo. Obrigado por virem, eu amo todos vocês. Passei muito tempo falando mal de muita gente, ridicularizei muita gente aqui, mas gostaria de pedir desculpas… a absolutamente ninguém”, disse o lutador que recebeu o segundo cinturão e levou a torcida irlandesa ao delírio.

Como havia dito que faria, Conor McGregor saiu do octógono no UFC 205 com um cinturão em cada ombro, algo que nunca ninguém havia feito.

Confira os resultados do UFC 205

CARD PRINCIPAL

Conor McGregor venceu Eddie Alvarez por nocaute aos 3m04s do 2º round

Tyron Woodley e Stephen Thompson tiveram um empate majoritário (47-47, 47-47, 48-47)

Joanna Jedrzejczyk venceu Karolina Kowalkiewicz por decisão unânime (49-46, 49-46, 49-46);

Yoel Romero venceu Chris Weidman por nocaute técnico aos 24 segundos do 3º round;

Raquel Pennington venceu Miesha Tate por decisão unânime (29-28, 30-27, 30-27)

CARD PRELIMINAR

Frankie Edgar venceu Jeremy Stephens por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)

Khabib Nurmagomedov venceu Michael Johnson por finalização (kimura) aos 2m31s do 3º round

Tim Boetsch venceu Rafael Natal por nocaute técnico aos 3m22s do 1º round;

Vicente Luque venceu Belal Muhammad por nocaute aos 1m19s do 1º round;

Jim Miller venceu Thiago Alvez por decisão unânime (30-27, 29-28, 30-27);

Liz Carmouche venceu Katlyn Chookagian por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28).