Cris Cyborg nocauteia Tonya Evinger e conquista o cinturão dos penas do UFC


Cris Cyborg campeã

Cris Cyborg é a nova campeã peso-pena do UFC – Foto: Getty Images

Cris Cyborg enfim é campeã do Ultimate. A brasileira conquistou o cinturão do peso-pena (até 66kg) no último sábado (29) ao nocautear Tonya Evinger aos 1m56s do terceiro round no UFC 214 que foi realizado em Anaheim (EUA).

Ex-campeã do Strikeforce e Invicta FC faltava o cinturão do UFC para Cris Cyborg, mas a brasileira teve pela frente Tonya Evinger que entrou disposta a surpreender a curitibana. Para chegar ao título, Cris precisou de muita calma por isso entrou no combate com muita cautela e respeitando a adversária. O duelo começou com a americana tentando o chute baixo, mas acabou caindo sentada. Cyborg apertou o ritmo e partiu para o clinch, soltando socos e pressionando a adversária contra a grade. Tonya tentou levar o duelo para baixo, mas a paranaense conseguiu se levantar. Evinger tentava de forma desengonçada aplicar alguns golpes e em um momento acabou cutucando o dedo no olho de Cris Cyborg que reclamou. A luta foi interrompida e na volta a ex-campeã peso-pena do Strikeforce e Invicta FC continuava a pressão e na grade soltou diversos golpes enquanto Evinger aplicava socos, mas sem muita técnica, enquanto a brasileira soltava bons golpes, mas evitava se expor, procurando o momento certo para atacar.

No segundo round, Cris Cyborg continuava andando para frente, já Tonya Evinger tentava surpreender, mas não encontrava a distância. A brasileira continuava indo para cima e conectou bons golpes e após uma combinação de socos a americana caiu. No chão, a curitibana aplicou joelhadas na costela, mas a americana consegui se levantar. Cyborg continuava a dominar o duelo e ia impondo seu ritmo conectando bons golpes. Tonya apenas resistia.

O domínio de Cris Cyborg continuava no terceiro round e logo no início a brasileira soltou uma bomba, mas Tonya Evinger conseguiu resistir. A vitória da brasileira parecia questão de tempo e ela veio após Cris aplicar uma joelhada fatal, que conectou em cheio, fazendo a adversária desmontar. Com isso, a curitibana aplicou alguns golpes até o árbitro interromper.

“Eu não tenho palavras para descrever isso, obrigada a todos os meus fãs por me apoiarem tanto. Muitas coisas aconteceram na minha carreira, antes eu entrava como uma louca dentro do cage, mas agora estou aprendendo a lutar com mais calma, de forma mais segura. Estou muito feliz e prometo fazer grandes lutas dentro desse octógono. Estou apenas começando”, disse a nova campeã peso-pena do UFC.

Cris Cyborg chega a 19ª luta de invencibilidade na carreira e se torna a primeira lutadora a conquistar os títulos do UFC, Strikeforce e Invicta FC, colocando mais um forte argumento em seu currículo para ser considerada a maior lutadora de todos os tempos.