Dedé Pederneiras fala sobre a preparação de José Aldo, a subida de Renan Barão e as contusões de Dudu Dantas e Claudia Gadelha


Thiago Duval

Dedé Pederneiras 1

Dedé Pederneiras esteve na festa do dia das crianças do projeto social da Escola de Lutas José Aldo – Foto: Thiago Duval

Dedé Pederneiras esteve na última segunda-feira (12), junto com José Aldo, na festa beneficente de Dia das Crianças no projeto social Escola de Lutas José Aldo, que fica localizada no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Durante as comemorações o líder da equipe Nova União conversou com os jornalistas sobre a preparação do campeão dos penas do UFC para o desafio contra Conor McGregor. Dedé também falou sobre a subida de Renan Barão para os penas, e as contusões de Claudinha Gadelha e Dudu Dantas.

José Aldo iniciou o camp para o UFC 194 e Dedé Pederneiras falou como está a preparação e garantiu que o manauara está 100% da contusão na costela.

“Na verdade no primeiro mês a gente começou fazendo o trabalho de base, hoje (dia 12 de outubro) é que começou o trabalho forte independente de ser feriado, antes mesmo de vir para cá ele estava fazendo a preparação física e daqui para frente é contagem regressiva até o dia da luta.  A princípio o Aldo não está sentindo nada, está tudo tranquilo”, disse.

Para o treinador a ida de José Aldo na festa beneficente de Dia das Crianças foi bom para o campeão, já que para Dedé, Aldo mostra seu “jeito moleque”.

“Para ele foi bom, pois ele está o tempo todo envolvido com o negócio e está se divertindo de estar aqui é o lado dele moleque, que lembra de onde saiu”, disse.

Dedé Pederneiras também falou sobre Renan Barão, que teve anunciada a subida para os penas recentemente. O treinador disse que está estudando as possibilidades do potiguar subir de categoria.

“A subida do Barão ou não depende de alguns fatores, que eu não posso precisar agora. Existe a chance dele subir, mas a existe também a chance dele ficar, é um momento que estamos estudando e vamos esperar para ver. A gente faz isso a muitos anos, não tem porque fazer teste, são outros fatores que estão definindo se ele troca de categoria ou não. Esse é o fator que pode fazer ele subir de categoria sim, e estamos estudando bastante”, disse.

Dudu Dantas enfrentaria Marcos “Loro” Galvão no dia 23 de outubro, em Connecticut, nos Estados Unidos, pelo Bellator 144 o duelo  seria válido pelo título peso-galo (até 61,2kg) da organização norte-americana, mas uma contusão deixou o carioca de fora do combate. Dedé Pederneiras falou sobre o incidente e comparou com a lesão que deixou José Aldo fora da luta contra Conor McGregor.

“O que aconteceu com o Dudu (Dantas) foi basicamente o que aconteceu com o Aldo, só que em posições diferentes. O Dudu foi no chão e o Aldo foi em pé, o Dudu foi no último minuto do último round que aconteceu o problema na costela, mas não chegou a quebrar, mas é uma lesão para quem já treinou chão sabe como é. Você não consegue fazer nada e os médicos disseram que ele vai ter que ficar 20 dias parado tomando antiinflamatório”, disse.

Dedé Pederneiras falou como está a cabeça de Dudu Dantas e da possibilidade do ex-campeão dos galos do Bellator ainda lutar em 2015.

“Com relação ao adiamento e se vai ser o Loro, a gente está esperando a resposta do Bellator, não tem nada certo, mas ele está muito frustrado. Não sei se ele volta a lutar esse ano vai depender, pois o caso dele foi diferente do Aldo que quebrou a costela, ele não então a gente tem que esperar mais um pouco para saber o que vai limitar ele para começar a treinar”, disse.

Claudia Gadelha enfrentaria a polonesa Joanna Jedrzejczyk na disputa do cinturão dos palhas feminino, mas uma lesão no dedo da mão afastou a brasileira da disputa. Dedé Pederneiras falou sobre o que aconteceu com Claudinha.

“A Claudinha está chegando dos Estados Unidos, ela tirou umas duas semanas de férias lá e vamos começar a colocar ela para treinar de leve, já que o médico liberou parte do treino dela e vamos ver. Se não for agora vai ser no ano que vem, ela é a próxima desafiante”, disse.