Demian Maia vence Jorge Masvidal e ganha chance de disputa pelo cinturão do UFC


Demian Maia vence

Demian Maia comemora a vitória em duelo decidido pelos jurados – Foto: Jason Silva

Agora Dana White não tem para onde correr. Número um dos meio-médios (até 77kg), Demian Maia conquistou mais uma vitória no card principal do UFC 211, que aconteceu no último sábado (13), em Dallas (EUA). A vítima da vez foi o sexto colocado do ranking, Jorge Masvidal, que dificultou a vida do brasileiro, mas não foi o suficiente para impedir a sétima vitória do paulista que levou a melhor por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28). Após o anúncio, Demian exigiu que o presidente do Ultimate lhe desse a oportunidade de lutar pelo cinturão e Dana atendeu a exigência.

Mas a sétima vitória consecutiva não foi nada fácil, já que Jorge Masvidal dificultou a vida de Demian Maia que não conseguia derrubar com facilidade. O duelo começou com o brasileiro investindo na queda logo nos primeiros segundo de combate, mas o americano conseguiu defender, mas Demian não desistiu e fez o americano cair sobre quatro apoios. O brasileiro foi para as costas de Masvidal e grudou como um “carrapato”, o “Gamebred” tentou se levantar, mas o tricampeão mundial de Jiu-Jitsu continuou como uma “mochila” nas costas do estadunidense. O paulista tentou, mas Jorge Masvidal defendeu como pode e no final do round conseguiu se livrar e por pouco não assustou caindo por cima e encerrando o período com perigosos golpes na cabeça.

Demian Maia vence Jorge Masvidal

Demian Maia tenta finalizar, mas Jorge Masvidal consegue se defender – Foto: Getty Images

No segundo round, Demian Maia teve dificuldades para colocar o duelo para o chão e sofreu com fortes chutes altos e na linha de cintura do americano de origem cubana. O brasileiro tentava levar a luta para o solo, mas Jorge Masvidal se defendia. Com problemas para colocar a luta no chão, o paulista passou a se movimentar para evitar os golpes do adversário. No final do round, quando Masvidal passou a “gostar” da luta, Demian enfim conseguiu derrubar o oponente. No solo, o tricampeão mundial de Jiu-Jitsu passou a conectar alguns golpes para encaixar o mata-leão, mas o “Gamebred” conseguiu se defender e resistiu até o final.

O último round começou com os dois lutadores mais cansados, mas Jorge Masvidal começou soltando o chute alto defendido por Demian Maia. O americano tentava conectar alguns golpes, mas de forma cautelosa para evitar que o brasileiro colocasse o duelo para baixo. O paulista passou se movimentar mais para evitar os ataques do adversário, mas o americano conseguiu aplicar um cruzado que abriu um sangramento na orelha de Demian. Assim como no assalto anterior, quando Masvidal passou a “gostar” da luta, Maia enfim conseguiu derrubar o oponente. No solo, o tricampeão mundial de Jiu-Jitsu tentou forçar a barra num estrangulamento, mas o “Gamebred” se defendia e Demian Maia passou a jogar golpes de direita, o que garantiu os pontos que lhe deram a vitória na etapa e na luta.

Após a vitória, Demian Maia falou da dificulade de colocar Jorge Masvidal para baixo e pediu para Dana White uma chance para a disputa pelo cinturão dos meio-médios e foi atendido.

“Achei que teria sido mais fácil jogar no chão e finalizar, mas ele foi um dos mais difíceis que encarei. Sabia que eu estava vencendo porque ele não dominou no chão. Falei com Dana (White, presidente do UFC) que estou com sete vitórias seguidas e ele disse que essa disputa de cinturão seria minha. Graças a Deus, é um sonho que se torna realidade.”