Edson Barboza reconhece superioridade de Khabib Nurmagomedov: “Não consegui lutar”


Edson Barboza

Edson Barboza lamenta a derrota para Khabib Nurmagomedov – Foto: Dave Mandel

Edson Barboza vinha embalado por três vitórias consecutivas, mas teve pela teve sua boa sequência encerrada ao ser superado por Khabib Nurmagomedov na co-luta principal do UFC 219, realizado no dia 30 de dezembro, em Las Vegas (EUA). O brasileiro reconheceu a superioridade do russo no confronto.

Em entrevista ao Combate, Edson Barboza reconheceu a superioridade de Khabib Nurmagomedov e disse que o russo anulou seu jogo.

“Eu tirei uma semana de descanso. Foi horrível, sinceramente, uma derrota muito dura. Eu estava com a cabeça boa, bem preparado. Não foi fácil. Uma coisa que consigo impor é o ritmo, o jogo, mas não consegui. Eu caí na teia dele, fiquei 15 minutos fazendo o jogo dele. Não consegui botar minha distância. Eu não consegui lutar. Dou todo o mérito a ele por ter me anulado, por não ter deixado eu colocar o meu jogo. Ele começou a luta caminhando pra frente, correndo na minha direção para evitar a trocação. Eu não consegui me soltar, me cansei ao fazer força”, analisou.

Com o revés, o atleta de Nova Friburgo, Região Serrana do Rio de Janeiro, terá que reconstruir seu caminho, mas Edson Barboza acredita que não ficou tão para trás na categoria já que se manteve na quarta colocação no ranking do peso-leve (até 70kg).

“A questão não é voltar ao fim da fila, continuo em quarto lugar, são só três na minha frente. Estou muito, muito, muito próximo. Se pararmos para pensar, devem ter 100 lutadores na minha categoria, estou na frente de quase todos, isso é o que me deixa motivado. Se a minha próxima luta for contra alguém ranqueado, vencendo, fico próximo”, disse.

Após um período de descanso, Edson Barboza retornou aos treinamentos e pretende fazer pelo menos três lutas em 2018. O brasileiro gostaria de retornar ao octógono do UFC em março.