Em meio a problemas judiciais, CBTKD realiza Seletiva Nacional Aberta de Taekwondo no Rio de Janeiro


Seletiva Nacional Aberta de Taekwondo

CBTKD realiza primeira competição de 2017 – Divulgação

O Rio de Janeiro receberá, no próximo sábado, dia 18 de março, a primeira competição da Confederação Brasileira de Taekwondo em 2017: a Seletiva Nacional Aberta. Este evento, cujos campeões garantem vaga no Grand Slam de formação da Seleção Brasileira de Taekwondo 2017, é também o primeiro a ser realizado no período de intervenção judicial que esta entidade nacional está passando ao longo de 90 dias, sob o comando do interventor Carlos Carvalho.

A competição ocorrerá no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN),  no endereço  Av. Brasil, 10590 – Penha, Rio de Janeiro – RJ, 21012-350, em parceria com a Marinha do Brasil. Na competição será utilizado o legado olímpico dos Jogos Rio 2016, visto que alguns materiais como tatames, sistema PSS da Daedo, capacete e colete eletrônico serão aproveitados para a realização da Seletiva.

“A CBTKD fez uma parceria com o CEFAN, o que acabou reduzindo bastante o custo do evento para a entidade, tendo em vista que será utilizado o legado dos Jogos Olímpicos, que atualmente está sob a responsabilidade do CEFAN”, explicou o interventor Carlos Carvalho, que falou ainda sobre a estratégia montada para a realização da competição.

“Foram realizados alguns ajustes na questão da imagem e da divulgação, tendo sido priorizada a componente técnica, relacionada exatamente com os atletas. Teremos equipamentos de primeira linha e todo o apoio técnico necessário para a realização de uma competição de qualidade, que respeite os atletas e técnicos participantes”, acrescentou.

O evento será aberto ao público e contará com a participação de 150 atletas de todo o Brasil, nas categorias Cadete, Juvenil e Adulto, que buscam uma última chance de lutar o Grand Slam e tentar ingressar na Seleção Brasileira de Taekwondo de 2017. O início das lutas, no sábado, está previsto para as 8h00, com término estimado às 16h00.

“Desejamos que esta Seletiva Aberta tenha uma qualidade técnica superior ao que tem ocorrido no Brasil, tendo em conta as reclamações que havíamos recebido, especialmente relacionadas com a falta de cumprimento de horário. Queremos que o evento em si não seja uma preocupação para o atleta e que este não seja atrapalhado por qualquer fator externo, podendo participar de forma tranquila e mantendo o foco exclusivamente na sua luta”, concluiu Carlos Carvalho.