Erivan Negão vence Kaik Brito e conquista cinturão do NP Fight Brasil


Erivan Negão

Erivan Negão é o novo campeão peso-leve do NP Fight – Foto: Matheus Medeiros

A terceira defesa do cinturão peso-leve (até 70 kg na oitava edição do NP Fight Brasil MMA , não acabou como esperado para Kaik Brito. O goiano entrou em ação na luta principal do evento que foi realizado no último sábado (16) em Ginásio de Esportes do Jardim Balneário Meia Ponte, em Goiania e foi superado por Erivan “Negão”. Em um duelo duríssimo travado contra o brasiliense levou a melhor e venceu por decisão unânime dos juízes (29-28 29-28 29-28).

Kaik Brito nunca tinha passado do segundo assalto, na meteórica carreira, desta vez, o duelo durou três rounds, com ambos os lutadores protagonizando vários momentos dramáticos, levando a galera a loucura durante todos os assalto rounds.

Com a dureza que lhe é atribuída, Erivan conseguiu aguentar os duros golpes do “trocador” oriundo do Muay Thay , e de quebra, foi capaz da façanha de dominar as iniciativas do talentoso e até então invicto Kaik Brito, que durante todo combate mostrou raça e muita determinação, mas isso não foi o suficiente para convencer os juízes.

Após os três rounds, Erivan “Negão” levou o cinturão da categoria e reafirmou o legado de ser o pesadelo dos goianos que enfrenta. Até agora, venceu todos os atletas de Goiás que encarou dentro do octógono. Já Kaik Brito experimentou sua primeira derrota, desde que estreou no próprio NP Fight em 2015.

O lutador que no Brasil está invicto (sua única derrota foi em combate na Rússia), agora tem um cartel de 11 vitórias e uma derrota.

Com a vitória, Erivan é o segundo atleta do Distrito Federal detentor de um cinturão da organização NP FIGHT, Rafael Celestino foi o primeiro, quando derrotou na sexta edição do evento o goiano Júlio César dos Santos, e conquistou o título dos médios (até 84 kg).

Confira os resultados do NP Fight Brasil 8

Erivan “Negão” venceu Kaik Brito por decisão unânime dos juízes(29/28-29/28-29/28)

Henrique Marques venceu Bruno Fernandes por finalização (chave de braço no triângulo) aos 2’19’’do 2º round

Raul Marcos venceu Jonathan “Mineiro” por finalização (chave de tornozelo) aos 2’40’’do 2º round

Jefferson André venceu Raphael Roosevelt nocaute (soco) aos 3’12’’do 2º round

Alessandro Felipe venceu Alex “Demolidor” aos 4’01’’ do 1º round

Cristian Silva venceu Gilvan Alves por nocaute aos 1’34’’do 2º round

João Victor venceu Ruan de Almeira por finalização aos 0’55’’ do 1º round

Leandro Souza venceu Ronilson “Piratinha” por nocaute aos 2’32’’do 1º round