Glyan Alves bate Luciano Benício em noite de finalizações no Shooto Brasil 80


Shooto Brasil 80 principal

Glyan Alves conquistou uma grande vitória sobre Luciano Benício – Natalino Werneck/Werneck Produções

O primeiro capítulo do Shooto Brasil em 2018 foi escrito na noite do último domingo, dia 28 de janeiro. A edição de número 80 aconteceu na Upper Arena, casa do evento no Rio de Janeiro. Na luta principal da noite, o ex-campeão dos galos Luciano Benício foi derrotado por Glyan Alves com um belo nocaute técnico e sofreu mais um revés após a perda do título. No co-main event o experiente Andrius Tigrão retornou após quatro anos de inatividade e venceu Roger Berger por decisão unânime. O card contou com outros seis combates e um show de finalizações, com destaque para Rafael Macapá e Davi Pigmeu.

Alguns meses após a perda do cinturão peso-galo, o baiano Luciano Benício voltou a protagonizar uma luta principal do Shooto Brasil diante de Glyan Alves. E o resultado não foi bem o esperado. Apesar do início agressivo, Benício foi surpreendido com uma incrível sequência de socos de Glyan, que o levaram à lona ainda no round inicial. Fim de luta e vitória por nocaute de Glyan Alves.

Quatro anos depois do seu último combate, o faixa-preta de jiu-jitsu Andrius Tigrão voltou a pisar em um cage de MMA. Professor da equipe Nova União e dos policiais do BOPE, Tigrão tinha pela frente um nome conhecido do Shooto: Roger Berger. Mas enganou-se quem pensava que o lutador sentiria o tempo parado. Com um jogo de chão afiado e muita inteligência na luta em pé, ele dominou os três rounds e saiu vencedor por unanimidade.

Emoção não faltou no duelo entre Cleverson Carrilho e Henrique Souza. Com os dois atletas mostrando muita vontade e uma trocação em dia, ficou claro que o embate não iria para a decisão dos juízes. Antes do termino do primeiro round, Cleverson aproveitou-se de uma boa sequência para derrubar e encaixar um mata-leão que colocou fim no combate. Uma das revelações da equipe Nova União, Rafael Macapá fez bonito. Agressivo desde o inicio do combate diante de Danver dos Santos, o jovem lutador também venceu com um belo mata-leão no segundo round.

Nas lutas inaugurais da noite o destaque foi Davi Pigmeu. Com um vasto repertório de golpes e domínio completo do combate, ele fez a festa da torcida ao bater Leo Speed com uma justa chave de braço. Foi também na arte suave que Leonardo Navi abriu o card do Shooto Brasil com vitória. Ele bateu Dyllan Nascimento com triângulo ainda no round inicial. Werick Dinamite e Bruno Assis foram outros vencedores da noite.

Confira os resultados do Shooto Brasil 80

Glyan Alves venceu Luciano Benício por nocaute técnico a 2 min e 46 seg do primeiro round

Andrius Tigrão venceu Roger Berger por decisão unânime

Cleverson Carrilho finalizou Henrique Souza com um mata-leão aos 4 min e 10 seg do primeiro round

Rafael Macapá finalizou Danver dos Santos com um mata-leão aos 4 min e 18 seg do segundo round

Bruno Assis venceu Jaílton Malhadinho por decisão unânime

Werick Dinamite venceu Elves Oliveira por decisão unânime

Davi Pigmeu finalizou Leo Speed com uma chave de braço a 1 min e 58 seg do primeiro round

Leonardo Navi finalizou Dyllan Nascimento com um triângulo aos 3 min e 16 seg do terceiro round