Herbert Burns lamenta primeiro revés no MMA, mas já pensa no próximo desafio


Herbert Burns,

Herbert Burns sofreu o primeiro revés na carreira – Divulgação One Championship

Herbert Burns nunca tinha sentido o gosto amargo da derrota. Defendendo a sua invencibilidade e de olho em uma oportunidade de disputar o cinturão dos penas do One Championship, maior evento de MMA da Ásia, o faixa-preta enfrentou no último dia 10 de fevereiro, em Kuala Lumpur, na Malásia, o russo Movlid Khaibulaev. Após três rounds, Burns viu seu adversário sair vencedor na decisão dos juízes e encerrar a sua sequência de seis vitórias seguidas. O irmão de Gilbert Durinho, que ficou quase dois anos sem lutar, lamentou a derrota.

“Me dediquei bastante. Fiz o meu melhor para conseguir treinar, já que estava sem grana por ter ficado tanto tempo sem lutar. Não consegui viajar para os Estados Unidos como havia planejado, não tinha um time definido, mas consegui treinar com os meus amigos em Niterói. Thales Leites, Emerson Falcão, Leandro Ataídes, todo mundo me abraçou. Fiquei muito tempo sem lutar e o One me deu um cara duro e ativo. Mas nunca fugi de uma luta, já peguei várias pedreiras, então fui confiante para a luta. Mas as coisas não saíram como eu imaginava. Então, parabéns para ele. Espero um dia, ao longo da minha carreira, fazer uma revanche com ele”, disse Burns.

Apesar do revés, o faixa-preta de Jiu-Jitsu quer usar a derrota para corrigir os seus erros e retomar o caminho das vitórias.

“Tenho que absorver essa derrota e seguir em frente. Não estou feliz com derrota, não estou acostumado a perder, é uma coisa que me machuca, mas agora é aprender com essa derrota e tentar melhorar. Olhando pelo lado bom, essa derrota mostrou alguns erros no meu jogo. Então, é hora de olhar para esses erros e trabalhar neles para voltar melhor. Assim que eu estiver 100% recuperado, vou pedir uma nova luta e vou atrás da vitória para seguir a minha caminhada em busca do cinturão”, encerrou.