Jéssica Bate-Estaca exalta o trabalho da PRVT Girls em sua preparação para o duelo contra Joanna Jedrzejczyk


Thiago Duval

Jéssica Bate-Estaca

Jéssica Bate-Estaca vai em busca do cinturão peso-palha – Foto: Thiago Duval

Jéssica Andrade está no Ultimate desde 2013 e no próximo sábado (13) a “Bate-Estaca” terá a luta mais importante da carreira onde enfrenta a campeã Joanna Jedrzejczyk pelo cinturão peso-palha (até 52kg) no co-evento principal do UFC 211 que acontece em Dallas (EUA). A atleta da PRVT vem se preparando para ser a primeira brasileira a se sagrar campeã na divisão.

Desde que decidiu migrar para o peso-palha, Jéssica Bate-Estaca vive a melhor fase de sua carreira já que vem embalada por três vitórias consecutivas que a credenciou  para ser a próxima desafiante de Joanna Jedrzejczyk. Em meio a preparação para o combate que pode lhe render o cinturão, a atleta da PRVT conversou com a reportagem do Lutas Esporte Clube e se mostrou confiante para o duelo contra a polonesa.

“Graças a Deus a preparação foi muito boa com o Mestre Paraná que esteve todos os dias comigo em todos os treinos, tanto de Jiu-Jitsu, como de Muay Thai e de MMA. A gente está aí com uma das maiores equipes de MMA feminino do mundo, que é a PRVT Girls. Estou muito bem treinada e com certeza foco e concentração não vai faltar”, disse Jéssica Bate-Estaca que elogiou a adversária.

“Eu respeito muito a Joanna, ela é uma lutadora incrível, não é a toa que a dona do cinturão e vai defender pela quinta vez, mas eu vou dar o meu máximo porque eu quero muito esse cinturão”, disse.

Apesar de Joanna Jedrzejczyk estar invicta na carreira, Jéssica Andrade acredita que pode vencer e vê brechas no jogo da polonesa.

“A Joanna é muito versátil, muito rápida, mas ela tem algumas brechas, eu estudei muito o jogo dela. Na hora da luta tudo pode acontecer ali, a gente nunca sabe, as vezes as brechas que a gente viu ela pode ter treinado e não estar mais errando naquilo, vai muito do extinto na hora, então vai muito do que treinei. Acho que na trocação pode ser muito bom para mim, mas eu estou treinando muito a parte de chão para colocar ela no chão e evitar deixar ela se levantar, pois na hora da finalização todo mundo já conhece o meu braço na guilhotina e pode ser que aconteça. Estou preparada para tudo, para trocar, se não der para trocar a gente vai pro chão, se não der a gente volta em pé e aí vamos nos cinco rounds”, disse.

Jéssica Bate-Estaca treino

Jéssica Bate-Estaca se prepara para o duelo contra Joanna Jedrzejczyk – Foto: Ester Lin/MMAFighting

Essa será a primeira vez que Jéssica Bate-Estaca fará um duelo de cinco rounds e a paranaense falou sobre a noviade na carreira.

“Vai ser uma novidade para mim lutar cinco rounds, mas nas minhas lutas anteriores o que a galera pode ver é que fiz três rounds fortes e acabei bem, respirando, tranquila, bem feliz e com certeza vai ser assim nos cinco. A preparação física aumentou, meu cardio está sendo melhor, estou fazendo treinos de mais de cinco rounds para na hora da luta não faltar gás e fazer a luta inteira com muita movimentação sem se preocupar com o gás no final. A gente está muito focado, preparado e treinou muito numa rotina diária de oito horas por dia de treinos, as vezes até nove e não paramos, estavamos todos os dias ali para na hora da luta ter um bom resultado”, disse Jéssica Bate-Estaca que também elogiou o bom preparo físico de Joanna Jedrzejczyk.

“A gente sabe que ela tem um gás que cresce do terceiro round em diante e eu venho treinando muito e pelo que vi nos meus treinamentos, estou muito bem para aguentar os cinco rounds e até mais e acabar a luta tranquila, mas o importante é entrar com o foco de tentar resolver a luta o mais rápido possível, mas se não for a gente vai até o quinto round e damos uma risadinha no final (risos)”, brincou.

Para o duelo contra Joanna Jedrzejczyk, Jéssica Andrade fez questão de enaltecer o trabalho de sua equipe a PRVT, que criou o projeto PRVT Girls voltado exclusivamente para o MMA feminino.

” O trabalho da PRVT Girls foi muito importante para o meu crescimento como atleta, quando o mestre Gilliard Paraná criou a PRVT Girls, ele fez voltada para mim mesmo, para meus treinamentos, para as lutas que tenho que fazer e hoje a gente tem meninas de todas as áreas, no Muay Thai, do Jiu Jitsu, da trocação. Temos meninas duras com a Priscila Cachoeira que é muito forte e dá trabalho, a Mariana Moraes que é do Judô então temos muitas meninas boas em nosso grupo que me ajudam em muitas áreas, então quando vou lutar estou sempre bem preparada, tenho de tudo em minha equipe”, disse Jéssica Bate-Estaca que mandou um recado para os fãs.

“Torçam muito para mim que vou dar o meu máximo lá dentro no dia 13 de maio e com certeza vou fazer de tudo para trazer esse cinturão. Espero muita torcida, energia positiva e muita fé porque eu vou dar um show lá dentro “, deu o recado.