Joanna Jedrzejczyk vence Jéssica Bate-Estaca e mantém o cinturão do UFC


Joanna Jedrzejczyk ainda campeã 1

Joanna Jedrzejczyk comemora a vitória sobre Jéssica Andrade – Foto: Jason Silva

Quem vai parar Joanna Jedrzejczyk? Jéssica Bate-Estaca foi valente, tentou, mas não conseguiu tirar o cinturão do peso-palha (até 52kg) das mãos da polonesa sendo superada por decisão unânime dos jurados (50-45, 50-44 e 50-45), na co-luta principal do UFC 211, que aconteceu no último sábado (13), em Dallas (EUA).

O duelo começou com Joanna Jedrzejczyk tomando a iniciativa ao tentar um chute baixo, Jéssica Andrade tentou pegar as pernas, mas a campeã conseguiu sair. A polonesa soube usar muito bem a maior envergadura para controlar a distância e ia conectando chutes baixos e golpes do no corpo da desafiante. A “Bate-Estaca” tentou encurtar a distância e conectou alguns socos, mas Jedrzejczyk freou o ímpeto da brasileira com um chute baixo. A atleta da PRVT então investiu em levar o combate para grade e foi bem sucedida ao conseguir queda. Joanna tentou sair, mas a paranaense grudou e ficou por cima, mas não por muito tempo. Em pé, a atleta da American Top Team tentou prensou a adversária na grade, mas Jéssica inverteu a posição e as duas passaram a trocar joelhadas. A paranaense continuava andando pra frente, mas a campeã acertou um chute alto, outro passou no vazio, enquanto Jéssica sinalizava que não com a cabeça, esboçando um sorriso. Jedrzejczyk tentava manter a distância, mas a “Bate-Estaca encurtou a distância e conseguiu a queda, mas a polonesa se levantou logo.

No segundo round, Jéssica Andrade foi mais agressiva, mas Joanna Jedrzejczyk freou o ímpeto da brasileira aproveitando sua maior envergadura para conectar chutes nas pernas da desafiante. Aos poucos a polonesa foi se encontrando na luta e na base da movimentação ia se esquivando das investidas da brasileira. A “Bate-Estaca” tentava as quedas, sem sucesso e a polonesa ia crescendo cada vez mais na luta. A atleta da PRVT conectou dois bons jabs que foi devolvido com uma joelhada na linha de cintura. Aos poucos, a campeã foi conectando bons golpes, mas a paranaense não desistiu e quando conseguiu encurtar a distância conseguiu a queda, mas Jedrzejczyk logo se levantou. A campeã passou conectar bons golpes frustrando o jogo de Jéssica.

Joanna Jedrzejczyk vence Jéssica Bate-Estaca

Jéssica Bate-Estaca tentou, mas não conseguiu superar Joanna Jedrzejczyk – Foto: Jason Silva

Assim como em outros combates, Joanna Jedrzejczyk cresceu mais ainda no terceiro round e dominou as ações. A polonesa usava muito bem sua maior envergadura e passou seus golpes passaram a entrar com mais facilidade, mas Jéssica Andrade era valente, mas não conseguia impor seu estilo de luta e tinha suas tentativas de quedas frustrada. A campeã continuava a ditar o ritmo da luta, mas a atleta PRVT ainda levava perigo e assustou com dois bons socos, travando a luta no clinche.

No quarto round, o preparo físico começou a fazer a diferença, enquanto Jéssica Andrade estava muito desgastada, Joanna Jedrzejczyk sobrava no octógono e quando a brasileira tentava dar um gás foi recebida com um chute na linha o peito. A polonesa continuava a conectar golpes no corpo da brasileira, que se não tinha efetividade, ia minando o gás da “Bate-Estaca”. A paranaense demonstrava muita raça, mas sempre que tentava um golpe a campeã respondia com outro. A atleta da PRVT conseguiu a queda e tentou aplicar a sua famosa guilhotina, mas Jedrzejczyk conseguiu sair. Jéssica tentava, mas tinha suas tentativas frustradas, no final do round ainda conseguiu ma combinação de socos, mas o assalto acabou.

Sabendo que estava em desvantagem, Jéssica Andrade tentou partir para o tudo ou nada no último round, mas visivelmente cansada procurou encurtar a distância tentando encontrar o golpe perfeito para derrubar Joanna Jedrzejczyk, mas ele não veio e a campeã continuava a se movimentar como se ainda estivesse no primeiro assalto. A polonesa ia controlando a distância e conectando golpes capazes de minar a resistência da brasileira. A “Bate-Estaca” demonstrou muita raça tentou até o fim, mas não conseguiu tirar o cinturão das mãos de Joanna.

Após a vitória, Joanna Jedrzejczyk fez um  discurso bastante emotivo e elogiou Jéssica Bate-Estaca.

“Estou muito agradecida a Deus. Sou a única campeã a defender o cinturão por cinco vezes. Sou da Polônia e lembrem-se: ninguém vai tirar esse cinturão de mim! Ninguém! Jéssica é uma mulher sensacional, desceu do peso-galo para o peso-palha e acho que era a pessoa certa para ser a desafiante. Estou procurando por desafios e não tinha enfrentado alguém que colocasse tanta pressão. Estava muito cansada no final. Venci meu cinturão aqui em Dallas há dois anos e estou muito feliz por defendê-lo aqui. Estamos fazendo história!” declarou, Joanna Jedrzejczyk ainda no octógono.

Já a brasileira foi bastante aplaudida, agradeceu ao apoio do público e aproveitou para pedir a namorada, Fernanda, em casamento.

“Queria ter saído com a vitória, mas ainda sou muito nova e tenho muita coisa pela frente. A Joanna é realmente a campeã, mas vou treinar e buscar uma nova oportunidade!” disse.

Com o triunfo, Joanna Jedrzejczyk chegou a 14ª vitória em sua invicta carreira, a polonesa fez a quinta defesa de cinturão bem-sucedida. Já Jéssica Bate-Estaca teve a sequência de três vitórias interrompida e sofreu a primeira derrota no peso-palha.