Jon Jones chora em coletiva, afirma que deseja continuar lutando e pede desculpas


Jon Jones chora

Jon Jones se emociona em coletiva de imprensa – Foto: Evelyn Rodrigues/Combate

Após a retirada da luta principal do UFC 200 por ter sido flagrado em um exame antidoping da USADA (Agência Antidoping dos EUA, responsável pelo programa de controle de substâncias proibidas do UFC), Jon Jones se pronunciou. Em conversa com a imprensa na manhã da última quinta-feira (07), o campeão interino dos meio-pesados (até 93kg) se mostrou bastante envergonhado com a situação, apesar de negar qualquer transgressão.

Jon Jones chegou à coletiva ao lado de Malki Kawa, seu empresário e visivelmente abatido negou o uso de substâncias que melhorem o rendimento.

“Quero começar me desculpando com todos os fãs que vieram me apoiar no UFC 200, com o UFC e com os irmãos Fertitta por não poder lutar, e com toda a equipe do UFC, e quero me desculpar com Daniel Cormier. Esta luta significava muito para ele e para mim, e eu peço minhas sinceras desculpas. Sinto muito que isso tenha acontecido”, disse.

Visivelmente emocionado, tendo inclusive chorado em determinado momento, Jon Jones afirmou o desejo de continuar lutando.

“Minha intenção é simplesmente continuar a lutar e arrumar minha vida pessoal. Nada acontece por acaso, e acho que Deus tem um plano para mim. Vou tentar me manter otimista para escalar novamente a montanha. Não tive a chance de falar com Daniel, mas quero pedir desculpas pelo que aconteceu. É difícil falar sobre o que aconteceu. Me desculpem por estar chorando. Tenho que seguir em frente. Falei com Lorenzo Fertitta e disse que não trapaceei. Já usei substâncias que não tinham nada a ver com melhora de performance, e estou comprometido com a minha carreira”, disse.

Jon Jones também falou sobre dar a volta por cima e disse que conversou com a noiva, a quem elogiou bastante.

“Vou ficar bem eventualmente e vou voltar a ficar orgulhoso. Isso não vai acontecer, tenho muito orgulho da minha sobriedade. Todos nós somos testados na vida. Eu passei por muitas situações terríveis, e lidei com todas elas. Isso não vai me quebrar. Como eu disse, acredito que alguma coisa muito boa vai acontecer, talvez isso seja algo que eu precisava para o meu desenvolvimento como pessoa. Então, eu não vejo porque agora, mas ultimamente eu sei que as coisas vão clarear e eu vou ver a razão, conforme as coisas forem acontecendo. Quero ir para casa. Preciso falar sobre a minha condicional e ver em que página estou. Esse processo é muito novo pra mim, preciso saber de onde a substância veio. Não sei, imagino que eles vão retirar (o cinturão interino) por causa disso. Eu falei com a minha noiva e ela é uma garota muito forte, tenho muito orgulho dela. Ela passou por muita coisa, e estava muito orgulhosa de me ver de volta. Ela tem muito orgulho por tudo o que conquistei, está apenas esperando que eu volte pra casa”, disse.”