Júnior Baby mantém cinturão dos pesados e Taila Santos fica com título entre as mulheres no Aspera FC 43


291374_629943_whatsapp_image_2016_08_15_at_11.26.29__1_

Baby venceu Dragão e manteve o cinturão dos pesados do Aspera FC – Foto: Bruno Riganti

De volta à Paranaguá, no Paraná, o Aspera FC 43 fechou outra noite com muita trocação, finalização e com dois cinturões. No sábado, dia 13 de agosto, Junior Baby manteve-se como o campeão da divisão até 120kg ao vencer por decisão unânime dos juízes laterais Rodrigo “Dragão” Guelke. Já entre as mulheres, na categoria até 61kg, Taila Santos tornou-se a mais nova campeã do AFC ao nocautear Laysa Coimbra. De volta a um evento nacional, depois de cinco anos, Maiquel Falcão precisou apenas de quatro minutos para finalizar Tyago Buda.

“Foi como esperávamos. Dois campeões, o retorno do Falcão, trocação franca, finalizações…Esse é o Aspera que esperamos em todos os eventos. Cada evento concluído, cada desafio concretizado, temos a certeza que estamos no caminho certo. O compromisso com o fã e montagem de cards como este é que fazem do Aspera FC um dos maiores eventos do Brasil e do mundo. Ainda tem muita coisa boa vindo por aí”, comemora o presidente do AFC, Marcelo Brigadeiro.

Baby mantém título dentro de casa

Com o apoio da torcida local, o atleta de Paranaguá, Junior Baby, fez sua primeira defesa de cinturão na organização e não decepcionou. Contra um dos grandes nomes do MMA paranaense, Rodrigo Dragão, filho e pupilo de Paulão Imperador, Junior foi dominante e levantou a galera no evento principal com a manutenção do cinturão da categoria até 120kg. Aos 25 anos, ele atingiu sua 13ª vitória no cartel, com apenas duas derrotas. Mais experiente, Dragão chega ao 13º revés, mas ainda mantém um cartel positivo de 19 vitórias.

Na luta principal, Júnior Baby dominou Rodrigo Dragão durante os três rounds e venceu a luta tranquilamente por decisão unânime (30×27). Tanto no chão, quando na disputa em pé, Baby teve chances de acabar com o combate. Com a torcida em peso ao seu lado, ele administrou o último round com facilidade depois do amplo domínio no início.

Taila Santos é nova campeã do Aspera

O cartel da catarinense de Jaraguá do Sul, Taila Santos, segue cada vez mais impecável. Na noite de sábado, ela entrou profissionalmente no cage pela décima-quarta vez e segue sem saber o que é perder. Aos 23 anos, levou à lona a paranaense Laysa Coimbra, com uma bela sequência de socos, ainda no primeiro round. De quebra, além de manter-se invicta, conquistou o cinturão dos penas femininos (até 61kg).

Taila Santos enfrentaria Kézia Zbonik inicialmente pelo título,mas a rival não apareceu na pesagem. Laysa Coimbra (2-2) aceitou a luta em cima da hora pela oportunidade de disputar o cinturão, porém não aguentou sua experiente adversária e, na primeira série de golpes de Taila, foi nocauteada. Mesmo assim, as duas deixaram o ginásio debaixo de aplausos.

Falcão retorna ao Brasil com vitória

Ex-atleta do UFC e ex-desafiante ao cinturão do Bellator, o experiente Maiquel Falcão voltou a pisar em um cage nacional depois de cinco anos e não fez diferente do esperado. Com uma guilhotina ainda no primeiro round, o gaúcho finalizou Tyago Buda e atingiu a marca de 36 vitórias na carreira. Buda, com o revés, perdeu sua sexta luta e soma dez vitórias.

Para construir a vitória, Falcão chegou a aplicar um belo knockdown no rival e distribuiu uma chuva de socos logo nos primeiros minutos. Com o combate dominado, usou seu jogo de chão para aplicar o golpe de misericórdia em Buda.

A noite ainda contou com outros bons duelos. Também de volta ao MMA brasileiro depois de um tempo fora do país, Fabiano Jacarezinho (27-8) passou por apuros no começo do duelo contra Lucas Pivatto (5-2), mas fez valer seu tamanho, vencendo por nocaute técnico e garantindo uma chance pelo cinturão peso-galo da organização, que ainda não tem um detentor..

O evento ainda contaria com o duelo entre Luis Japa (31-1) e José Carlos Metal (16-8), porém Japa não bateu o peso em 3kg e Metal não aceitou acordo, fazendo com que a luta não fosse realizada.

Confira os resultados do Aspera FC 43: Baby x Dragão

Luta principal – Disputa do cinturão até 120kg

Júnior Baby venceu Rodrigo Dragão por decisão unânime dos juízes laterais e manteve o cinturão dos pesados

Card Principal

Até 88kg: Maiquel Falcão venceu Tyago Buda por finalização guilhotina aos 4min e 8seg do primeiro round

Cinturão até 61kg Feminino: Taila Santos venceu Laysa Coimbra por nocaute técnico as 1min e 27seg do primeiro round

Até 66kg: Fabiano Jacarezinho venceu Lucas Pivatto por nocaute técnico as 4min e 40seg do primeiro round

Até 61kg: Carlisson Diego venceu Everton Monteiro por nocaute técnico as 1min e 27seg do primeiro round

Até 61kg: Saimon Oliveira venceu Antonio Stark por finalização guilhotina aos 1min e 7seg do primeiro round

Até 61kg: Rangel Spanks venceu Jeferson Serafim por finalização armlock aos 3min e 15seg do primeiro round

Card Preliminar

Até 66kg: Guilherme Costa venceu Júnior Lima por nocaute técnico aos 2min e 54seg do primeiro round

 

Até 61kg: Apóstolis Andrade venceu Luiz Bernardi por decisão unânime dos juízes laterais

Até 55kg: Carol Miss Barbie venceu Thaiane Souza por decisão unânime dos juízes laterais

Até 90kg: Alex Marmaduke venceu Cristofer Boruch por nocaute aos 1min e 56seg do segundo round

Submission Até 70kg: Orestes Betran e Bruno Pires empataram