Klidson de Abreu está ‘se coçando’ para defender o título do Brave e quer lutar no Bahrein


Klidson de Abreu

Klidson de Abreu é o atual campeão meio-pesado do Brave Combat Federation – Divulgação

Desde que se tornou campeão meio-pesado do Brave Combat Federation, o brasileiro Klidson de Abreu não deixou o ritmo forte de treinos. Após a vitória sobre o alemão Timo Feucht, no Brave 8: The Rise of Champions, em Curitiba, Klidson assistiu ao Brave 9 e ficou impressionado com a estrutura e o nível das lutas.

Segundo ele, assistir ao último evento da organização em 2017 fez com que ele começasse a “se coçar” para defender seu título. O brasileiro tem duas lutas e duas vitórias no Brave, finalizando Feucht e o russo Artur Guseinov.

“Eu quero lutar logo. Estou me coçando para entrar lá de novo e provar que eu sou o melhor. Tenho treinado muito duro, mantido o ritmo desde que ganhei o título, não deixei de treinar, na verdade. Estou pronto para entrar lá e competir de novo. Tomara que o Brave marque logo minha primeira defesa de título para o início do ano que vem”, comentou Klidson.

E o brasileiro, que passou grande parte da carreira lutando em casa, quer novos ares. Após enfrentar Guseinov em Abu Dhabi, Klidson quer experimentar o calor do povo do Bahrein.

“Cara, o Brave 9 foi muito legal. As lutas foram incríveis e dava para ver como o público dava energia para os lutadores. Eu quero muito lutar no Bahrein. Já lutei em Abu Dhabi e agora quero ir para a casa do Brave e dar um show. Quero me alimentar da energia da galera de lá. Vou pedir para a chefia me dar uma luta no Bahrein, com certeza”, riu o campeão.