Marcelo Contini e Lincoln Neves fazem dobradinha e ficam com o bronze no Aberto Europeu de Roma


dobradinha

Marcelo Contini e Lincoln Neves ficaram com o bronze na Itália – Foto: Foto: EJU

O Judô brasileiro começou com o pé direito sua saga pela Europa. No último sábado (18), os judocas do Brasil entraram em ação para iniciar os Abertos Europeus de Roma (masculino) e Oberwart (feminino), na Áustria. Na disputa entre os homens saíram as duas medalhas do dia para o país, onde Marcelo Contini e Lincoln Neves dividiram o pódio da categoria leve (73kg) após conquistarem o bronze. Já entre as mulheres, a seleção ficou sem medalhas e o melhor desempenho foi um quinto lugar de Yanka Pascoalino na categoria meio-médio (63kg).

As medalhas do Brasil saíram para os homens na categoria dos leves (73kg). E não foi de outra cor por conta do mesmo rival, o japonês Yuhei Yoshida. Marcelo Contini passou por Julian Kolein (Alemanha), Lasha Lomidze (Rússia) e Eric Ham (Grã-Bretanha) para chegar à semifinal. Mas aí encontrou Yoshida e foi derrotado. Na disputa do bronze, venceu o francês Benjamin Axus. Em outra chave, Lincoln Neves superou Tristan Avaliani (França) e Enrico Parlati (Itália), mas encontrou Yoshida nas quartas. Após a derrota, venceu o britânico Eric Ham na repescagem e foi ao pódio ao derrotar o romeno Alexandru Raicu na briga pelo 3º lugar.

O Brasil também entrou em ação Jeferson Santos Júnior na disputa do leve, mas ele caiu na segunda luta. No peso ligeiro (60kg), Michael Marcelino também foi eliminado no segundo combate. E no meio-leve (66kg), Daniel Cargnin venceu duas vezes, mas caiu para o britânico Samuel Hall e se despediu da competição.

Já entre as mulheres, Yanka Pascoalino teve o melhor aproveitamento e começou a campanha vencendo a canadense Stefanie Tremblay e a polonesa Karolina Talach para chegar à semifinal, onde encarou a número três do mundo e anfitriã, Katrin Unterwuzacher. A austríaca se impôs no combate e conseguiu imobilizar a brasileira até o ippon para avançar à final. Na disputa pelo bronze, Yanka enfrentou a espanhola Isabel Puche e acabou sofrendo o estrangulamento que a fez desistir do combate.

Em Oberwart, o Brasil também entrou em ação com Jéssica Lima (52kg) que também avançou bem na chave, chegando à repescagem depois de uma derrota para Olga Gagarina no terceiro minuto do golden score, nas quartas. A jovem judoca, porém, encarou mais um golden score na repescagem, e não passou por Angelica Delgado, terminando a competição em sétimo lugar. Já Larissa Farias (48kg), Maria Taba (52kg) e Ketelyn Nascimento também não avançaram às disputas por medalhas.

O Brasil volta a entrar em ação em Roma com Eduardo Yudi Santos (81kg) e Rafael Macedo (81kg). Já em Oberwart, Barbara Timo (70kg) e Ellen Furtado (+78kg) sobem no tatame.