Mariana Silva celebra retorno aos tatames após Jogos Olímpicos no Grand Slam de Abu Dhabi de Judô


mariana-silva

Mariana Silva conquistou medalha de bronze no Grand Slam de Abu Dhabi – Foto: Rafal Burza/CBJ

Foram quase três meses desde a última vez que Mariana Silva subiu a tatame para disputar uma competição internacional. Desde os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro quando conquistou o quinto lugar. O retorno aconteceu no último final de semana, no Grand Slam de Abu Dhabi, com lugar no pódio e uma medalha de bronze no peito. O bom desempenho agradou a atleta que viu muitos pontos positivos e sai fortalecida de um dos torneios mais importantes do circuito mundial.

“Fiquei feliz em ter ganhado de adversárias que até então não havia vencido. Na disputa do bronze, consegui virar o placar que estava desfavorável. Isso foi muito positivo, pois havia tempo que não ganhava luta assim. Quando eu saia com o placar atrás dificilmente eu virava e nessa competição foi diferente”, apontou Mariana Silva que agora, traça estratégias para o restante da temporada.

“Após os Jogos quebrei meu ritmo. Por isso me senti bem lenta. Porém, busquei o meu melhor. Agora é planejar com calma e bastante inteligência as próximas competições para retomar meu melhor condicionamento físico e técnico”, concluiu.

Com duas Olimpíadas na bagagem e um novo ciclo visando Tóquio 2020 tendo início, a brasileira sai ainda mais fortalecida na busca por uma nova vaga olímpica. Almejando este objetivo, a atleta traça metas e desafios para os próximos quatro anos. Dentre eles, Mariana planeja se manter entre as melhores atletas do mundo e buscar a tão sonhada medalha do Campeonato Mundial.

“Aprendi que não devo criar expectativas e sim trabalhar bastante para buscar o meu objetivo, procurar evoluir, consertar detalhes que fazem diferença nas competições e continuar trabalhando bastante a parte psicológica. Por isso, nesse novo ciclo, a meta é estar sempre entre as melhores e conseguir minha medalha no mundial”, projetou.

O próximo desafio de Mariana Silva já tem data marcada. Juntamente com a equipe feminina do Minas Tênis Clube, a judoca disputará o Grand Prix Interclubes Feminino, nos dias 19 e 20 de novembro, em Lauro de Freitas, na Bahia. No último ano, a equipe mineira ficou com a medalha de bronze na categoria feminina ao derrotar a bicampeã  Sogipa por 3 a 2. Na oportunidade Mariana assegurou a vitória do time mineiro ao vencer a terceira luta sobre Alexia Castilhos por shido.