Medalhistas Olímpicos de Judô, Mayra Aguiar e Felipe Kitadai renovam com a Sogipa até 2020


Felipe Kitadai e Mayra Aguiar

Felipe Kitadai e Mayra Aguiar renovam até os Jogos Olímpicos Tóquio-2020 – Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Uma das principais equipes do Judô brasileiro, a Sogipa anunciou na última quinta-feira (19), em Porto Alegre,  a renovação dos contratos com os medalhistas olímpicos Felipe Kitadai e Mayra Aguiar. Os dois judocas assinaram com o clube gaúcho até os Jogos Olímpicos Tóquio-2020.

Em entrevista coletiva, a Sogipa anunciou a renovação e disse que a manutenção da dupla foi obtida graças ao apoio financeiro de patrocinadores e apoiadores.

Medalhista de bronze na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016, nos Jogos de Londres em 2012, Mayra Aguiar falou sobre seu quarto ciclo olímpico e acredita que ainda tem muito a conquistar no Judô.

“Para mim é um prazerzaço fazer mais esse ciclo olímpico. Não vou sair do judô, tenho muito a conquistar ainda. Estou indo para o meu quarto ciclo olímpico com o espírito olímpico ainda mais forte dentro de mim depois de disputar uma Olimpíada dentro de casa”, disse Mayra Aguiar que falou disputar os Jogos Olímpicos na terra onde nasceu o Judô.

“Acho que todos estão ansiosos para disputar uma Olimpíada no Japão, que é o berço do nosso esporte”, ressaltou.

Felipe Kitadai foi medalhista de bronze na categoria até 60 kg nos Jogos de Londres, em 2012, o paulista que está na Sogipa desde 2011 também também festejou o acerto.

“É o clube onde eu cresci, onde eu realizei meus grandes sonhos. Conquistei Pan-Americanos e minha medalha olímpica. Agora, tenho a oportunidade de correr mais quatro anos e trazer mais uma medalha olímpica para a Sogipa, que acreditou no menino que era habilidoso, mas era fraco. Hoje temos muito mais força para correr atrás de mais uma medalha olímpica”, afirmou.

Além de Mayra Aguiar e Felipe Kitadai, a Sogipa conta com outros quatro judocas na seleção brasileira: Daniel Cargnin (66kg), Leonardo Gonçalves (100kg), Maria Portela (70kg) e Rochele Nunes (+78kg). Aos 18 anos, Cargnin foi o mais jovem brasileiro a subir ao pódio no Circuito Mundial do ano passado.