NP Fight Brasil 6 agitou Goiânia com quatro disputas de cinturão


NP Fight 6 cinturão

NP Fight 6 contou com quatro disputas de cinturão – Foto: Programa Conexão Combate

A sexta edição do NP Fight Brasil movimentou o MMA goiano e o público que compareceu no último sábado (14) ao Ginásio de Campinas, em Goiânina não vai esquecer tão cedo da qualidade apresentada em cada combate.

O card contou com 11 lutas de MMA e uma de Muay Thai feminino e a teve como apresentador o announcer oficial do Aspera FC, Júnior Furtuoso que presenteou os MMA maníacos de Goiânia com seu talento único. A sexta edição també contou com a presença do atleta do UFC, Vicente Luque.

A sexta edição do NP Fight contou com quatro disputas de cinturão e a na atração principal da noite, Rafael Celestino levou a melhor sobre Júlio César dos Santos por decisão dividida e e se sagrou campeão peso médio. (até 84kg).

No co-evento, Carlos “Alemãozinho”(Corinthians MMA) e Léo Ivo (Morganti Ju-Jisu) fizeram a luta que foi considerada, a melhor da noite. Dois guerreiros lutando pelo cinturão dos moscas. “Alemãozinho”,  foi desafiado por Léo Ivo no evento anterior da organização, que nesta sexta edição encarou 3 rounds de trocarão em pé e luta no chão.

Foi um show de técnica, onde cada um mostrou experiência em suas modalidades de origem, levando o público presente à loucura dentro do tradicional  Ginásio de Campinas.

Ao final, a decisão ficou nas mãos dos juízes, que decidiram unânime a favor de Léo Ivo, que agora é o  mais novo detentor do cinturão peso-mosca (até 57 kg).

Na disputa do cinturão interino da categoria até 77 kg Adercino “Marmita” (Nova União -Go) e Edson “Pânico” (New Level) entraram no octógono embalados pela torcida que estava ansiosa pelo confronto que começou com ambos os atletas se estudando, contudo cada um arriscando seu estilo. “Marmita” tentou levar o adversário para o chão, que por sua vez tentava encaixar um golpe certeiro, o que aconteceu na terceira tentativa, aos 4’37’’do 1º round.

Sarah Frota “A Treta”(GB Jardim América) fez sua primeira defesa de cinturão peso mosca feminino,  diante de  Vivi Araújo (Cerrado MMA). As duas atletas entraram no octógono do NP Fight Brasil® 6 invistas. Duas lutadoras oriundas do Jiu-Jitsu, surpreenderam dentro do cage, onde logo de início a brasiliense Vivi Araújo partiu para a trocação em pé. “A treta” , até levou para o chão, tentando a tática que lhe deu   suas três vitórias anteriores. Mas a luta se desenvolveu mesmo em pé , e aos 2’11’’ ainda do 1º round, Sarah Frota “A treta” manteve o seu título na organização ao vencer por nocaute técnico.

Super luta de Muay Thai

Destaque também para a luta feminina de Muay Thai, onde a jovem, invicta, Karol Piret (WK Falcão) enfrentou a experiente Saraya Werly  (Rino’s GYM).

As duas lutadoras, não perderam  tempo, já desde os primeiros segundos de luta escolheram um combate explosivo, com belíssimos golpes vindos dos dois lados. Mas aos 2’36’’do 3º round, a “beldade” do Muay Thai goiano, levou a torcida à loucura quando venceu Soraya Werly  por nocaute técnico.

Confira os resultados do NP Fight Brasil 6 : Júlio César vs Rafael Celestino

CARD PRINCIPAL

Rafael Celestino venceu Júlio César dos Santos por decisão dividida;

Leonardo Ivo venceu Carlos Alemãozinho por Decisão Unânime;

Sarah Frota venceu Vivi Araújo por TKO aos 2:11 do primeiro round;

Edson “Pânico” venceu Adercino “Marmita” por nocaute aos 4:37 do 1º round;

Wellinton ” Toin ” X Rony “Ratinho” (Resultado contestado, em breve a Federação de Mixed Martial Arts de Goiás dará o veredito do resultado oficial)

SUPER LUTA DE MUAY THAI FEMININO

Karol Piret venceu Soraya Werly  por TKO aos 2:36 do 3º round.

CARD PRELIMINAR

Jeff Santos venceu Gerônimo “Gera” por nocaute aos 1:42 do 2º round;

Renato Feitosa venceu Wesley Godoi por finalização (mata leão) aos 3:43 do 3º round

Raniere Silva venceu Gleidson Arley por decisão dividida;

Hélio “Pezin” venceu Matheus “Pelezinho” por TKO aos 4:19 do 2º round;

Marcela Giantomassi venceu Jesian Júlia por finalização (arm lock) aos 4:26 do 2º round;

Marcos Conrado venceu Fabrício Nunes por TKO aos 2:11 do1º round