Oriundo do Muay Thai, Gustavo Ferro entra em ação no Rota FC em busca do sucesso no MMA


Thiago Duval 

Gustavo Ferro

Gustavo Ferro encara Márcio Crazy pelo Rota FC – Foto: Thiago Duval

Gustavo Ferro se prepara para entrar em ação no Rota FC, que acontece no dia 7 de novembro na cidade de Comendador Levy Gasparian, localizado a cerca de 140km do Rio de Janeiro. O atleta de Cabo Frio vai enfrentar Márcio “Crazy” Henrique e para o duelo o lutador da equipe Giba Thai fala sobre sua preparação.

“Eu vou lutar com um atleta também do Muay Thai, da trocação, isso é bom para mim, já que estou migrando do Muay Thai para o MMA, ele gosta da trocação, então vai ser uma luta maneira. Estou treinando bastante, correndo, malhando, fazendo treinamento funcional, focando na preparação física, meu jogo é esse, e vou lá para trocar porrada com ele, pois já vi no vídeo dele que ele é trocador. Meu ritmo está forte estou treinando bastante, aprimorando meu chão, porque se tiver que ir para o chão eu também vou lutar, na verdade eu vou lutar MMA, não vai ter essa, eu lutava Muay Thai quando era Muay Thai, agora é MMA. Eu vou trocar com ele em cima, mas se ele quiser para o chão eu também vou, estou treinando isso para ser um lutador completo”, disse.

Com apenas 20 anos, Gustavo Ferro fez 14 lutas no Muay Thai com 12 vitórias e duas derrotas, agora o lutador faz a transição para o MMA e conta que está aprimorando a luta de chão com Petterson Melo, da equipe CTLA, uma das maiores referencias nas artes marciais mistas da Região dos Lagos.

“A transição está sendo boa, minha trocação está boa, estou só ajustando algumas coisas, mas a parte do chão é que estou aprimorando mais, estou buscando o máximo que puder aprender no chão, para surpreender nessa luta. Estou treinando chão com o Marcel, que é aluno do Nikita e está ajudando bastante, com o Petterson Melo também da CTLA lá em São Pedro, que está dando uma moral legal, e a trocação estou treinando com o Gibran, na Giba Thai, onde é a minha raiz mesmo que é o Muay Thai”, disse.

Para o combate no Rota FC, Gustavo Ferro fala sobre as expectativas e diz que já conhece um pouco sobre seu adversário, pois assistiu algumas lutas na internet e fez uma avaliação.

“As minhas expectativas são as melhores, eu vi um vídeo dele na internet e vi que ele é trocador mesmo, gosta de brigar, sair na porrada, brigador de rua, anda batendo e quer sair na porrada, quando ele cai para o chão ele levanta e quer trocar porrada. Se ele quiser ficar em cima eu fico, mas se ele quiser ir para o chão eu também luto, onde tiver que lutar eu vou lutar com ele”, disse.

Gustavo treino

Gustavo Ferro afia o Muay Thai para entrar em ação – Foto: Thiago Duval

Gustavo Ferro fará sua segunda luta no MMA, o lutador estreou nas artes marciais mistas com derrota por nocaute para Luan Mão de Pedra no Nanuque Fight, mas o atleta da Giba Thai espera ter um resultado diferente em seu próximo desafio.

“Estreei no MMA com derrota, mas estou treinando o máximo para essa luta ter um destino diferente dessa vez. Eu quero ter a mesma meta que eu tinha no Muay Thai, onde consegui fazer um histórico muito bom, bem positivo, onde eu tenho 14 lutas, com 12 vitórias e somente duas derrotas, então quero fazer um card bem positivo no MMA para eu me destacar bem e creio em Deus que vai dar tudo certo”, disse que quer fazer bastante lutas para pegar experiência dentro do MMA .

“A oportunidade que for aberta para mim eu vou lutar, quero pegar experiência, nem estou muito preocupado com bolsa agora, eu quero é lutar. Estou levando fé nos eventos nacionais como o Shooto, que espero um dia ter oportunidade, é um evento que vários amigos meus já lutaram, eu pretendo um dia estar lá e pretendo também chegar aos outros grandes eventos, até um dia chegar ao UFC, que é o sonho de qualquer atleta de MMA”, disse o lutador que falou sobre a proposta para entrar em ação no Rota FC.

“Eu tive essa proposta quando eu lutava Muay Thai e lutei em Minas. Eles me viram lutando, viram que eu sou striker e me chamaram para o Rota FC. Me amarrei na moral que eles me deram e estou gostando, lutei o Nanuque Fight, que é o evento do meu treinador e pretendo lutar sempre em qualquer evento que me chamarem para pegar uma bagagem boa no MMA”, disse.

Gustavo e Gibran

Gustavo Ferro treina Muay Thai com seu mestre Gibran Cardoso – Foto: Thiago Duval

Para fazer sucesso no MMA, Gustavo Ferro tem como inspiração Édson Barboza e o campeão dos penas do UFC José Aldo.

“A minha inspiração que eu tenho no MMA é o Édson Barboza, que ele era também do Muay Thai, onde ele fez o máximo de lutas até ir para o MMA e hoje ele está no UFC, gosto também do José Aldo, já que ele gosta muito da trocação e também é muito bom no chão. Ele é ótimo no chão, mas prefere lutar em cima, por isso me inspiro muito nele também”, disse.

Para o combate no Rota FC, Gustavo Ferro quer dar show e fazer uma luta marcante para o público de Comendador Levy Gasparian não esquecer dele.

“Na moral, vou te falar uma coisa, eu estou fazendo tudo certinho para nessa luta dar um show de verdade, quem estiver no público e ver minha luta não se esquecer de mim não (risos)”, disse.