Paty Borges aposta em nova estratégia para conquistar vitória no Jungle Fight 92


Paty Borges 1

Paty Borges enfrenta Thalyta Stefane no dia 30 de setembro – Foto: Território Tupiniquim

Natural de Sertãozinho, interior de São Paulo, Patricia Borges Fernandes, apelidada como “Paty”, retorna ao cage do Jungle Fight no dia 30 de setembro, quando enfrenta Thalyta Stefane na edição de número 92 da organização. Com um cartel de duas vitórias em três lutas, a paulistana falou sobre o que sabe da adversária que enfrenta na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais:

“Vi poucas coisas, sei que é oriunda do jiu-jitsu, portanto creio que tentará me levar para o chão”, declarou Paty.

Além do MMA, Paty também se aventura no muay thai, uma de suas especialidades como atleta. Agressiva no cage, a lutadora estreou no Jungle Fight em julho deste ano, pela última edição do evento, onde foi derrotada por Norma Dumont. Apesar do revés, a grande atuação garantiu a Paty uma nova chance no Jungle Fight, e não desanimou a atleta que acredita ter corrigido os erros para conquistar seu primeiro triunfo na organização.

“Já corrigimos os erros que tive na luta anterior, um dos pontos que mais me prejudicou naquela luta foi eu ter encurtado muito e não ter evitado as quedas. Eu queria a trocação, então eu segurava a luta pra voltar em pé, mas nessa já estamos com uma estratégia diferente.”

Atleta da Team Iceberg, e da Team Fight, a lutadora fez parte do camp para esse combate no CT China Team, localizado em São Paulo. Vislumbrando voos ainda mais altos na carreira, a atleta que luta na categoria peso-galo admite ter como principal foco o cinturão da categoria, atualmente vago na organização.

“Espero dar um bom espetáculo para o Wallid me dar essa oportunidade de disputar o título. Essa é a minha meta, buscar cinturão do evento na minha categoria”, finalizou a lutadora.