Rafaela Silva e Marcelo Contini perdem na estreia do Campeonato Mundial de Judô


Rafaela Silva mundial

Rafaela Silva foi superada pela portuguesa Telma Monteiro – Divulgação CBJ

O terceiro dia do Campeonato Mundial de Judô em Budapeste não foi bom para o Brasil, já que na última terça-feira (30) os judocas brasileiros não avançaram. A campeã olímpica Rafaela Silva e Marcelo Contini caíram em suas primeiras lutas para dois adversários duros medalhistas olímpicos.

A campeã olímpica Rafaela Silva teve uma parada dura logo na estreia já que teve pela frente a experiente Telma Monteiro, de Portugal. Medalhista de bronze no Rio, a portuguesa tentou muito mais ataques, mas apenas na segunda metade do confronto que Telma conseguiu ser efetiva e através de um contra-golpe, conseguiu pontuar com um waza-ari. Rafaela tentou uma chave de braço, mas não deu certo e a lusitana manteve a vantagem até o fim do combate.

O outro brasileiro que entrou em ação foi Marcelo Contini e também teve uma pedreira pela frente, já que de cara encarou  o georgiano Lasha Shavdatuashvili, de 25 anos, que é dono de uma medalha de ouro em Londres 2012 ainda no 66kg, e bronze na Rio 2016 já no novo peso.  A luta seguia equilibrada, com os dois atletas se estudando bastante. Nos primeiros minutos, cada um levou dois shidos e, faltando 47 segundos para o fim do combate, Contini recebeu a terceira punição por evitar “esconder” a manga para evitar a pegada do adersário. Após o revés, Contini lamentou a derrota logo na estreia e reclamou da decisão da arbitragem.

“Ah, é difícil falar o que faltou, mas eu me preparei muito. E uma luta tão igual decidir assim? Não estou aqui para reclamar, mas acho que a arbitragem às vezes quer decidir a luta muito rápido. A luta totalmente igual. Podiam deixar decidir no judô. Escolheram me punir. Vou olhar com calma depois. Duro é que o ano todo a gente trabalha para essa competição. Perdi a chance, então o sentimento é muito ruim. Peço desculpas a todo mundo que depositou confiança em mim. De coração, dei meu melhor para chegar aqui e representar bem o país. E ninguém está mais chateado do que eu com essa derrota. Desculpa para todo mundo, principalmente para minha família, que acredita muito em mim. Vou continuar e bola para frente”, lamentou.

O Brasil volta a entrar em ação no Campeonato Mundial de Judô na próxima quinta-feira (31) com  Victor Penalber (81kg), o estreante em Mundiais, Eduardo Yudi (81kg) e a medalhista olímpica em Pequim 2008, Ketleyn Quadros (63kg).