Shooto Brasil 80 abre o ano com ex-campeão dos galos na luta principal da noite


Shooto Brasil 80Depois de um 2017 recheado de emoções, novos campeões coroados e estreia da nova casa, o Shooto Brasil abre a temporada de 2018 neste domingo, dia 28 de janeiro, prometendo um ano ainda mais empolgante. A Upper Arena, berço do Shooto Brasil no Rio de Janeiro, recebe o primeiro card do ano com a promessa de grandes lutas. No duelo principal da noite, o ex-campeão dos galos Luciano Benício encara Glyan Alves, enquanto no co-main event o experiente Andrius Tigrão mede forças com Roger Berger, pela divisão dos super-leves (até 74kg). O card conta ainda com outras oito lutas e tem início a partir das 20h. O Canal Combate transmite tudo ao vivo.

“Estamos com uma expectativa muito boa em relação a esse ano que se inicia no Shooto. 2017 foi um marco para a gente em vários aspectos, mas principalmente por agora termos a nossa casa, uma estrutura de alto nível que condiz com a grandeza do Shooto. Para 2018 o objetivo é realizar entre 10 a 12 eventos, quase que um por mês, e dar a chance para novas promessas do MMA surgirem para os olhos do mundo, assim como têm sido nos últimos anos. Apesar de todas as dificuldades de se realizar um evento desse porte no Brasil seguimos firmes e fortes”, afirma Dedé Pederneiras, presidente do Shooto Brasil.

Luciano Benício retorna após perda de cinturão

O primeiro evento de 2018 é visto também como um recomeço para o baiano Luciano Benício. Natural de Vitória da Conquista, terra do lendários irmãos Minotauro e Minotouro, o lutador sofreu um baque em 2017. Campeão dos galos desde novembro de 2015, Benício viu seu reinado cair ao ser derrotado pelo mineiro Geraldo de Freitas na edição 74, em agosto. Apesar do revés e da consequente perda do título, o baiano não desanimou e voltou a treinar forte. O desafio da vez é diante de Glyan Alves na luta principal do Shooto Brasil 80 e Luciano pretende retomar o caminho das vitórias. Na carreira o lutador da Nova União soma 11 vitórias e três derrotas.

No caminho de Benício, Glyan pisará pela primeira vez no cage do Shooto. Natural de Juiz de Fora, em Minas Gerais, o lutador chega para o duelo com um retrospecto favorável. Foram dez lutas na carreira, com oito vitórias e apenas dois reveses. Especialista na trocação ele conquistou a maioria das suas vitórias por nocaute. Profissional de MMA há seis anos, Alves pretende embalar a segunda vitória seguida já que vem de vitória sobre Mauro Leopoldo, em outubro.

Outra atração do Shooto Brasil 80 é o retorno do experiente Andrius Tigrão. Sem lutar desde 2013, tempo em que se dedicou em dar aulas de jiu-jitsu na equipe Nova União e para os policiais do BOPE (Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Rio de Janeiro), Tigrão é especialista na arte suave e possui um cartel de 10 vitórias e oito derrotas. E nesse retorno, ele encara um nome conhecido do Shooto: Roger Berger. O atleta de Niterói, no Rio de Janeiro, faz seu quarto duelo no evento embalado por uma grande vitória sobre Zezão Trator na edição 78, em novembro. Com sete vitórias e seis derrotas, Berger busca emplacar seu quarto triunfo consecutivo na carreira.

O Shooto Brasil 80 conta ainda com outras oito lutas. O destaque vai para os confrontos entre Cleverson Carrilho e Henrique Souza, pela divisão dos galos, e o confronto entre uma das promessas da equipe Nova União, Rafael Macapá, diante de Danver dos Santos.

Os ingressos já estão a venda nos valores de R$ 30 (Arquibancada), R$ 50 (Cadeira) e R$ 150 (Camarote) e para quem quiser assistir ao Shooto Brasil 80 o endereço da Arena Upper é Rua Bibiano Pereira da Rocha n° 2-A – Flamengo, Rio de Janeiro.

Confira o card do Shooto Brasil 80

Até 61kg: Glyan Alves (MFT) x Luciano Benício (Nova União)

Até 74kg: Roger Berger (DTM Team) x Andrius Tigrão (Nova União)

Até 61kg: Henrique Souza (Team New Corpore) x Cleverson Carrilho (MPBJJ Nova União)

Até 57kg: Danver dos Santos (Team New Corpore) x Rafael Macapá (Nova União)

Até 61kg: Patrique Tavares (Team New Corpore) x Carlos Eduardo Carlim (Nova União Ceará)

Até 84kg: Bruno Assis (BH Rhinos) x Malhadinho (LG System)

Até 52kg: Werick Dinamite (BPT) x Elves Oliveira (Nova União)

Até 53kg*: Leo Speed (BPT) x Davi Pigmeu (Nova União)

Até 61kg: Dyllan Nascimento (BPT) x Leonardo Navi (Nova União)

Até 66kg: Marcão Farmácia (BPT) x Alexandre Silva (Nova União)