Vitor Belfort anuncia aposentadoria após duelo contra Uriah Hall no UFC Fight Night 124


117288624JH066_UFC_133_BELF

Vitor Belfort faz sua última luta contra Uriah Hall – Divulgação/UFC

A carreira de Vitor Belfort se aproxima de um ponto final, o lutador afirmou na última quinta-feira (11) que após o duelo contra Uriah Hall, último de seu contrato com o Ultimate, irá pendurar as luvas. O carioca fará sua luta de despedida no UFC Fight Night 124, que será realizado no próximo sábado (14) em St. Louis (EUA).

Em entrevista ao podcast “UFC Unfiltered”, Vitor Belfort afirmou que entra em ação pela última vez na carreira e também disse que seu corpo precisa de repouso.

“Esta é a minha luta de aposentadoria. Depois disso, vou me aposentar. Agradeço as outras organizações pelos convites feitos para eu seguir lutando, mas meu corpo precisa de repouso”

Vitor Belfort também disse que esse era o momento de parar e após o fim da carreira vai se dedicar ao lado empresarial onde pretende investir no Belfort Fitness Lifestyle, um modelo de treinamento e academia criado em parceria com sua esposa, a ex-apresentadora e atual empresária Joana Prado.

“A vida é dividida em estações, e você precisa reconhecer as estações. Eu fiz mais que o bastante. Às vezes faço flashbacks e penso, “uau, ainda estou fazendo isso, isso é loucura!” Sou muito grato, mas acho que meu corpo precisa descansar. Tenho outras coisas, tenho negócios. Desenvolvi um sistema de treinos em grupo que vamos licenciar. Quero ajudar o esporte de alguma forma e fazer outras coisas. Temos que saber a hora de começar e a hora de terminar. Está na hora. (…) Estou deixando o esporte num ponto que nunca esperava. Caras da minha era nunca esperavam estar lutando (agora), e eu estou saindo ainda relevante. Esta foi minha jornada, conquistei muitas coisas boas, mas quero fazer coisas grandes. Estou entrando na minha segunda jornada na vida, e estou feliz”, disse.

Vitor Belfort atua como profissional desde 1996, quando ainda era o antigo Vale Tudo, e com apenas 19 anos se sagrou campeão peso-pesado no UFC 12, em fevereiro de 1997, ao nocautear Scott Ferrozzo quando a organização ainda realizava GP onde o lutador fazia mais uma luta na mesma noite. Ao longo da carreira, o carioca teve passagens pelo UFC, Pride, Cage Rage, Affliction e SuperBrawl. O “Fenôneno” foi campeão do Ultimate novamente em 2004, dessa vez pelos meio-pesados quando derrotou Randy Couture por nocaute técnico devido a uma interrupção médica – o americano sofreu um corte no olho aos 49 segundos de luta e não teve condições de continuar. O brasileiro perdeu o cinturão na luta seguinte na revanche contra Couture.

O carioca ainda teve a chance de disputar o cinturão dos meio-pesados mais uma vez, mas foi nocauteado por Jon Jones. Já entre os médios, Vitor Belfort teve a chance de se sagrar campeão em duas oportunidades, mas sucumbiu nas duas vezes quando foi superado por Anderson Silva, em 2011, e contra Chris Weidman, em 2015.

Vitor Belfort encerra a carreira no MMA aos 40 anos onde fez 40 lutas profissionais com 26 vitórias, 13 derrotas e um “No Contest” (luta sem resultado) em seu cartel.