Vitor Belfort revela desejo de fazer revanche contra Anderson Silva no Rio de Janeiro


vitor-belfort-lutas-esporte-clube

Vitor Belfort quer fazer revanche contra Anderson Silva – Foto: Thiago Duval

Vitor Belfort não atravessa uma boa fase no MMA, o brasileiro vem de duas derrotas consecutivas, para Ronaldo Jacaré e Gegard Mousasi, mas o “Fenômeno” quer voltar a entrar em ação e já escolheu seu adversário. Em entrevista ao programa “Giro Combate” da última sexta-feira (25), o carioca revelou que sonha em fazer a revanche contra Anderson Silva.

No programa, Vitor Belfort abriu o jogo para a jornalista Ana Hissa e falou sobre o futuro no UFC, o retorno ao octógono e a possibilidade de uma revanche com o rival Anderson Silva.

“Nunca foi nada pessoal contra o Anderson, ele tinha o que eu queria que era o título. Acho que é uma luta que os fãs querem ver, e o UFC está disposto a sentar e negociar. Sei que eles querem fazer grandes lutas. Mas se eles vão ganhar muito dinheiro que a gente também ganhe com essa luta. Seria uma luta bem grande”, revelou Vitor.

Sobre o seu retorno ao octógono, o Fenômeno reforçou o desejo de lutar no Rio de Janeiro e deixou no ar a possibilidade da cidade receber mais uma edição do UFC em março.

“O meu camp (preparação) já começou, quero lutar no primeiro semestre. Se a luta em março for no Rio, estou dentro. Saí muito da minha característica, que é atacar, e é isso que vou voltar a fazer a partir de agora”.

Vitor Belfort e Anderson Silva se enfrentaram em fevereiro de 2011 pelo UFC 126 e o duelo foi considerado um marco histórico para popularidade do MMA no Brasil. Na época, Anderson era o campeão dominante dos médios (até 84kg) e fazia sua oitava de defesa de cinturão contra Vítor que vinha de uma sequência de cinco vitórias. Hoje os dois lutadores vivem momentos parecidos, o Spider não vence há cinco lutas, com quatro derrotas e uma vitória sobre Nick Diaz revertida em luta sem resultado por ter sido pego no exame antidoping. Já o Fenômeno vem de duas derrotas consecutivas, ambas por nocaute para Ronaldo Jacaré e Gegard Mousasi.