Wanderlei Silva comemora o duelo contra Chael Sonnen e avisa: “Vou meter a porrada nele”


wanderlei silva

Wanderlei Silva fará sua 50a na carreira contra Chael Sonnen -Divulgação

O Bellator anunciou na última segunda-feira (20) o duelo entre Wanderlei Silva e Chael Sonnen como atração principal da edição 180, programada para o dia 24 de junho no lendário Madison Square Garden, em Nova York (EUA). A confirmação empolgou o brasileiro que falou sobre o assunto em suas redes sociais.

Após a confirmação do duelo, Wanderlei Silva foi às redes sociais na última terça-feira (21)para falar sobre o assunto e espera  colocar fim a uma longa rivalidade, e que nunca se concluiu no octógono.

“É com muito prazer que venho agora falar para vocês que foi fechada a minha luta no Bellator 180, contra o Sonnen, uma rivalidade antiga que finalmente vai ser resolvida. Tenho 49 lutas e queria muito fazer minha luta número 50, mas mais que isso, tinha que ser com ele. Ia lutar com o Cro Cop no fim do ano, mas não consegui me recuperar, mas a luta 50 queria muito que tivesse sido com ele e vai ser, e eu vou meter a porrada nele”, disse Wanderlei Silva

Wanderlei Silva e Chael Sonnen foram treinadores do TUF Brasil 3 e os dois lutadores demonstraram muita rivalidade e chegaram a ir as “vias de fato”. O duelo iria acontecer no final do reality show, mas o confronto não aconteceu por problemas fora do octógono. O brasileiro não foi encontrado para exames antidoping e acabou envolvendo-se uma briga judicial com o UFC até ser liberado pela companhia. Já Chael Sonnen foi flagrado nos testes e foi suspenso e saiu do Ultimate.

wanderlei silva briga com chael-sonnen

Wanderlei Silva e Chael Sonnen brigaram dentro do TUF Brasil – Reprodução

Wanderlei Silva voltará a lutar após quatro anos sem entrar em ação, a última luta de Wand foi em março de 2013, quando nocauteou Brian Stann. Em 2014, o “Cachorro Louco” anunciou aposentadoria após a Comissão Atlética de Nevada (NAC) o banir do esporte por se recusar a se submeter a um exame antidoping. Mas após novo julgamento, o brasileiro teve a pena revista e levou uma suspensão por três anos. O brasileiro voltaria a lutar em em dezembro do ano passado no Rizin, contra Mirko Cro Cop, mas se machucou. Aos 40 anos, Wanderlei soma 35 vitórias, 12 derrotas, um empate e uma luta sem resultado.

Já Chael Sonnen vem de derrota para Tito Ortiz no Bellator 170, mas o falastrão americano também vinha de um longo período de inatividade, já que não atuava desde dezembro de 2013, quando perdeu para Rashad Evans no UFC 2007. Aos 39 anos, Sonnen soma 28 vitórias, 15 derrotas e um empate em seu cartel.