Yoel Romero nocauteia Chris Weidman no UFC 205 e desafia Michael Bisping


UFC 205: Weidman v Romero

Yoel Romero comemora o nocaute sobre Chris Weidman, a oitava vitória consecutiva – Foto: Getty Images

O duelo entre Yoel Romero e Chris Weidman tinha uma grande importância, já que deixaria o vencedor mais próximo de enfrentar Michael Bisping pelo cinturão dos médios (até 84kg). Os dois entraram em ação no último sábado (12) pelo UFC 205, que aconteceu em Nova York. O cubano lutou de forma inteligente e aos 24 segundos do terceiro round conectou uma bela joelhada voadora no ex-campeão.

Chris Weidman entrava em ação para sua primeira luta após perder o cinturão para Luke Rockhold e o duelo tinha um sabor especial, já que atuava em sua terra natal, mas Yoel Romero, que retornava ao octógono após suspensão por doping, foi para o combate disposto a frustrar os planos do ex-campeão.

Os especialistas em wrestling fizeram dois rounds equilibrados, com pequena vantagem para um deles em cada. Mas Yoel Romero voltou ao último assalto decidido a não deixar o combate na mão dos jurados, e calou a torcida norte-americana para Chris Weidman ao conectar uma linda joelhada voadora que pegou na têmpora do ex-campeão que caiu. O cubano ainda completou o serviço com alguns socos, até ser interrompido pelo árbitro Mário Yamasaki, que encerrou o duelo aos 24 segundos do assalto. Ao perceber que havia conseguido derrotar o segundo colocado no ranking peso-médio, Romero pulou a grade do octógono e comemorou marchando.

Após a vitória, Yoel Romero desafiou Michael Bisping que estava no Madison Square Garden trabalhando na transmissão americana. O campeão dos médios se levantou imediatamente ao final do combate, mostrando o dedo do meio e fazendo gestos obscenos enquanto Romero fazia a sua entrevista pós-luta ainda dentro do octógono.

“Eu te amo, Mike! Te vejo em breve, garoto. Você está olhando para o verdadeiro campeão”, disse Romero.

Yoel Romero se aproximou da disputa de cinturão, o cubano chegou a oitava vitória consecutiva. Já Chris Weidman amargou a segunda derrota seguida na carreira.